Foto: divulgação

Rapper Pop Smoke é morto a tiros após divulgar endereço da própria casa

O rapper Pop Smoke, de 20 anos, foi assassinado a tiros dentro de sua própria casa, em Hollywood Hills, nos Estados Unidos. A informação é do site ‘TMZ’, que também apurou detalhes do caso.

De acordo com a publicação, Pop Smoke teve a casa invadida por homens que usavam máscaras na madrugada desta quarta-feira (19). Os criminosos entraram, mas foram notados pelo rapper, que tentou descobrir o que estava acontecendo. Em seguida, o artista foi alvo de vários tiros e os bandidos fugiram a pé.

O rapper foi levado para o hospital Cedars-Sinai, em West Hollywood, mas já estava sem vida. Os vizinhos não testemunharam a chegada ou a saída dos criminosos da residência. Nenhum pertence foi roubado.

Veja também:
Irmã de George Michael morre na mesma data que ele, exatos 3 anos depois

Chama atenção o fato de que Pop Smoke havia divulgado o endereço de sua casa em uma publicação nos Stories do Instagram. Aparentemente, a informação foi revelada de forma acidental após ele mostrar um bilhete em um saco plástico na rede social. A publicação foi apagada minutos depois.

Como os bandidos ainda não foram identificados, a motivação para o crime é desconhecida. A polícia local deve apurar o caso.

De carreira relativamente curta, Pop Smoke ficou conhecido em 2019, com a música ‘Welcome to the Party’. A canção ganhou uma versão remix com Skepta e Nicki Minaj. Ao todo, o rapper, de nome Bashar Barakah Jackson, teve apenas duas mixtapes lançadas: ‘Meet the Woo’ (2019) e ‘Meet the Woo 2’ (2020), sendo que esta última chegou ao 7° lugar das paradas dos Estados Unidos.

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar