Foto: Reprodução/GloboPlay

Vídeo flagra repórter fazendo dancinha em comemoração pela captura de Lázaro

Após 20 dias de buscas pelo serial killer Lázaro Barbosa, na manhã desta segunda-feira (28) a polícia finalmente o encontrou em uma área rural da região de Águas Lindas de Goiás (a 2h50 de Goiânia). Ele foi morto após troca de tiros com os oficiais.

Uma imagem pra lá de inusitada chamou a atenção de telespectadores da Record TV. Enquanto um jornalista falava ao vivo sobre o assunto, Giovana Dourado, repórter do ‘Mais Você’, programa de Ana Maria Braga na TV Globo, foi flagrada dançando enquanto comemorava a captura do assassino. 

Veja também:
Cantor maranhense é muito parecido com Lázaro Barbosa e está apavorado com isso

A imagem foi vista com bom-humor por parte dos internautas, pois após matar 5 pessoas, sequestrar uma mulher e causar terror na região por muitos dias, Lázaro havia sido capturado.

“Brasil hoje tá só a repórter da globo no fundo, comemorando a prisão do Lázaro!, disse um rapaz.

Contudo, algumas pessoas julgaram a atitude da jornalista, que não percebeu que estava passando atrás da câmera da Record. Muitos afirmaram que ninguém devia comemorar a morte de outra pessoa, independentemente de quem fosse.

Outros internautas interferiram dizendo que Giovana não sabia ainda que Lázaro tinha sido morto pela polícia, mas apenas preso – como dizia na primeira informação dada à imprensa pelo governador do estado de Goiás.

Teve ainda quem ressaltasse que ela devia estar feliz por, finalmente, poder ir para casa após o fim das buscas pelo assassino, que duraram 20 dias.

Confira a dancinha de comemoração da repórter da Globo no vídeo:

Repercussão da morte de Lázaro Barbosa

O jornalista Cauê Fabiano, conhecido por apresentar o ‘G1 em 1 minuto’, agora também é repórter do ‘Mais Você’, e falou sobre a morte de Lázaro Barbosa.

Veja também:
Anitta diz que falta intelecto a Bolsonaro após polêmica com repórter

“20 dias de fuga, milhões de reais gastos na operação. Dias antes do desfecho, descobrem que o criminoso dormia tranquilamente numa fazenda da região, e suspeita-se que trabalhava para fazendeiros. Dias depois, morre. Lázaro não confessou, nem entregou ninguém. A operação falhou“, tuitou ele.

Lázaro era um assassino. Um criminoso da pior espécie. Deveria passar o resto de seus dias preso. Mas também deveria ter sido capturado, para que entregasse todos os outros criminosos com os quais se relacionou, e que o ajudaram. ‘Leva pra casa’, ‘E se fosse com você?’”.

“É exatamente por isso que não dá pra montar política de segurança pública com essa visão reducionista. Gritar comigo não vai tornar o país melhor. O que eu quero é policial preparado, bem pago e reformas prisional e judiciária“, concluiu Cauê.

Vídeo: Repórter ‘pira’ após entrevistar Ricky Martin e cantor ouve tudo

Compartilhar