Foto: Reprodução/Instagram

Beyoncé Illuminati? Conheça as teorias da conspiração sobre a cantora

O mundo da música está repleto de teorias da conspiração. Elvis Presley não morreu e Paul McCartney substituído são alguns exemplos. A diva do pop já foi chamada de Beyoncé Illuminati por conta do sucesso e, até hoje, não fica de fora da imaginação dos conspiracionistas.

Diante disso, o Revista Cifras reuniu as principais teorias conspiratórias sobre Beyoncé – e elas envolvem outros famosos e, principalmente, a família da cantora: além do rapper Jay-Z, que é marido dela, a primogênita do casal, Blue Ivy, a irmã dela Solange e o pai, Mathew Knowles.

1) Solange é filha de Beyoncé

Foto: Reprodução/Instagram

Ok, isso parece estranho, mas, para alguns teóricos da conspiração a história tornou-se uma forte candidata a fato.Vamos às supostas evidências:

Beyoncé, na verdade, não teria os cinco anos de diferença com Solange. Isso porque, segundo a conspiração, ela estaria mentindo a idade para ocultar o fato de que Blue Ivy não é a primogênita.

A teoria ganhou força por causa de um post feito por um internauta aleatório num site anos atrás. Um trecho da publicação dizia: “Uma prima da Beyoncé me contou que a filha dela é Solange, e ela me disse isso quando abordamos o assunto gravidez na adolescência. Ela não é do tipo sarcástico, então duvido que inventaria algo tão escandaloso assim sobre a própria prima”.

E acrescentava: “Marque minhas palavras: um dia a verdade será contada. Solange tem 22 e Beyoncé tem 36 anos. São 14 anos de diferença”.

Para completar, o pai da cantora deixou escapar um detalhe que fortalece a teoria para aqueles que acreditam nela. Em outubro de 2015, o senhor Knowles declarou que Beyoncé seria pelo menos dois anos mais velha do que ela declara.

Mistérios do show business…

2) Beyoncé não estava grávida de Blue Ivy

Entre as teorias sobre Beyoncé, há uma envolvendo a primeira gravidez da cantora, que supostamente nunca teria acontecido. Quando Beyoncé sentou em uma cadeira durante uma entrevista na TV, muitos estranharam o fato de que sua barriga parecia dobrar sobre ela mesma. Supostamente, ela estaria utilizando um anexo falso.

Em 2011, ela anunciou a gravidez à moda antiga, esfregando o estômago durante o MTV Video Music Awards e já com um volume na barriga. Mas na semana anterior, ela fez um show sem ter qualquer sinal de gravidez. Ela, também, estava só com dois meses de gravidez, o que os teóricos consideram insuficiente para apresentar um volume.

Blue Ivy foi concebida em abril de 2011, o que significa que Beyoncé estava grávida de pelo menos quatro meses quando fez a revelação no VMA – diferente dos dois meses anunciados.

Teóricos dizem que o nome de Blue Ivy ao contrário, “Eulb Yvi”, significa “Filha de Lúcifer” em latim – ao menos isso nós comprovamos e garantimos que não é verdade.

Veja o vídeo:

3) Jay-Z é um vampiro que viaja no tempo

Foto: Reprodução

Um homem que aparece em uma fotografia de 1939 é bastante semelhante a Jay Z. Prato cheio para que os teóricos da conspiração afirmem que o rapper tem a capacidade de viajar no tempo.

A imagem, do lendário fotógrafo Sid Grossman, retrata o homem olhando para a câmera enquanto está sentado em uma grade de metal na frente de um edifício.

Veja também:
Beyoncé dá rara entrevista e fala sobre carreira musical e vida pessoal

A foto foi “desenterrada” por um curador do New York Public Library, em 2013, e rapidamente se tornou o assunto de teorias da conspiração, que sustentam que Jay Z viajou de volta a 1939 para fazer a pesquisa para a trilha sonora de “The Great Gatsby”.

O filme em questão se passa na década de 1920, mas a viagem no tempo é, presume-se, um ciência imperfeita. Outros teóricos dizem que, na verdade, Jay Z não viajou no tempo, mas que é um vampiro e poderia facilmente ter mais de mil anos de idade, o que explica seu assustadoramente amplo conhecimento sobre a cidade de Nova Iorque.

Jay Z não foi o primeiro a receber tais acusações: teóricos da conspiração dizem que há evidências fotográficas de que o ator Nicolas Cage está vivo desde a guerra civil norte-americana, que aconteceu de 1861 a 1865.

4) Beyoncé mudou os nomes das integrantes do Destiny’s Child

Foto: Divulgação

Os rumores sobre como Beyoncé aparentemente queria – e conseguiu – ser o grande destaque da girl band Destiny’s Child sempre existiram, mas isso aqui atualiza os níveis da treta.

Aparentemente disposta a realmente chamar mais atenção do que as companheiras, Beyoncé e o pai, que era o empresário do grupo, mudou os nomes de Kelendria e Tenitra – respectivamente Kelly Rowland e Michelle Williams, que aderiram aos nomes do meio para poderem fazer parte do projeto.

Say my name? Irônico, não?!

5) Beyoncé planejou a morte de Aaliyah

Aaliyah começou a fazer sucesso aos 14 anos de idade, em parceria com R. Kelly. Ela continuou bombando na década de 1990, mas faleceu em 2001, quando foi morta em um acidente de avião após filmar um clipe em Bahamas. A perícia constatou que o avião estava com carga acima do peso quando bateu.

Veja também:
Beyoncé é acusada de pagar mal aos dançarinos e coreógrafo a defende

Teorias da conspiração surgiram alegando, inclusive, que haveria envolvimento dos Illuminati. Mas uma delas, em particular, diz que Beyoncé teria encomendado a morte da suposta rival. Supostamente, Beyoncé estaria com ciúmes do sucesso de Aaliyah.

A falecida cantora tinha tudo para despontar ainda mais: a família é envolvida na indústria da música, ela estava na área desde os nove anos e tinha amigos dentro do mercado. Foi a cantora mais jovem a se apresentar em uma cerimônia do Oscar, com “Anastasia”, em 1998.

Beyoncé ainda era uma integrante das Destiny’s Child e não sabia o quão bem sucedida seria. Há rumores de que Bey (ou o pai dela) teriam garantido que o avião estava bastante sobrecarregado ao sair de Bahamas.

6) Beyoncé teria relação com a morte de Joan Rivers

Se você achou a história da Aaliyah pesada, prepare-se. Alguns teóricos da conspiração têm muita criatividade para o mal.

O famigerado episódio da briga no elevador – quando Solange bateu em Jay-Z por motivos que, até hoje, geram especulações – inspirou um dos últimos comentários ácidos da atriz, comediante e apresentadora Joan Rivers no Twitter.

“Um homem teria mordido o dedo em um show da Beyoncé! A reviravolta chocante: não era o dedo de Jay-Z e não era de Solange”, escreveu ela, que morreu menos de uma semana depois.

Para alguns – que apontam isso sem evidência nenhuma, pois lembre: trata-se de uma teoria da conspiração, ou seja: provavelmente apenas uma mentira com algumas bases na realidade – esse tuíte teria irritado tanto Bey que ela teria pedido ao “pessoal” dela para “dar um jeito” em Joan

7) Jay-Z é a verdadeira voz de Nicki Minaj

Foto: Reprodução/Instagram

Existem pessoas que acreditam que Nicki Minaj não pode fazer a técnica do rap. Então, para que ela se tornasse uma estrela, ela precisava de um pouco de ajuda de Jay Z.

Vários conspiracionistas do rap já alegaram que Jay está fazendo todo o trabalho duro do rap, enquanto Minaj apenas dubla, ao vivo, gravações virtualmente aceleradas das letras dele. Como “prova” da conspiração, crentes mostram uma versão desacelerada do clipe “Superbass”, que supostamente soa mais ou menos como algo de Jay Z.

O site da emissora CBS ponderou que os dois artistas soam semelhantes em determinadas partes. O jornal Huffington Post, por sua vez, disse que Minaj soa como uma versão gay de Jay Z.

8) Beyoncé Illuminati?

Uma das teorias mais famosas sobre Bey, essa história começou quando a cantora se casou com Jay-Z. O rapper já é associado aos Illuminati desde os primórdios dos anos 1990. Isso porque ele alcançou muito sucesso com seus trabalhos, que venderam tanto ao ponto de ele conquistar vários discos de platina.

Já nessa época os teóricos da conspiração começaram a questionar a natureza dos poderes musicais do artista. Se não bastasse, acontece que Jay-Z é dono de uma gravadora – a Roc Nation. Os triângulos são figuras historicamente relacionadas à cultura Illuminati. Dá só uma olhadinha na logomarca da gravadora:

Foto: Reprodução

Ok, né? Daí que Beyoncé estava se apresentando no show do intervalo do Super Bowl, lá em 2013. Em certo momento da apresentação, ela fez o símbolo da Roc Nation com as mãos. Era o detalhe que faltava para enlouquecer de vez os teóricos da conspiração, que enxergaram o gesto como evidência de sua fidelidade à comunidade secreta.

Beyoncé chegou a responder aos rumores em uma música lançada em 2016, ‘Formation’. O primeiro verso da música já solta de cara “Y’all haters corny with that Illuminati mess” (algo como “Todos vocês invejosos se moendo com esse papo Illuminati”).

Compartilhar