Fotos: Reprodução/Instagram

Justin Bieber não tem mais celular e explica por que tomou essa atitude drástica

O cantor Justin Bieber contou, em entrevista para a revista ‘Billboard’ divulgada nesta quinta-feira (11), que não tem mais um aparelho celular. Após mudar completamente seu modo de viver e suas prioridades nos últimos tempos, o jovem afirmou que precisou tomar essa atitude “pelo bem de sua saúde mental”.

“Isso me ajudou a ser capaz de apenas dizer ‘não’ e ser firme nisso e saber que meu coração [quer] ajudar as pessoas, mas não posso fazer tudo. Eu quero às vezes, mas simplesmente não é sustentável”, afirmou o cantor, que é uma das personalidades mais seguidas do Instagram (166 milhões de seguidores).

Segundo ele, é através de um tablet que ele se comunica com sua equipe, quando precisa tratar de assuntos profissionais.

Veja também:
Gafe! Antônia Fontenelle vaza número de celular de Eduardo Costa na web

Justin Bieber ganhou fama e reconhecimento quando ainda era apenas uma criança e viveu toda a sua adolescência e parte da juventude tendo acesso a tudo que queria e vivendo uma rotina nada saudável.

Em entrevistas passadas, ele já admitiu abuso de drogas e disse que, se algo não mudasse em sua vida, acabaria morrendo.

Há alguns anos, o cantor contou aos seus fãs que se converteu ao Cristianismo. Desde então, ele vem postando vários conteúdos sobre sua fé em Jesus. Bieber também frequenta igrejas evangélicas na Califórnia.

Tudo isso o fez mudar bastante o conteúdo das letras de suas canções – que ele voltou a produzir depois de mais de 2 anos afastado da carreira artística.

“Eu definitivamente aprendi como ter limites, e simplesmente sinto que não devo nada a ninguém”, disse Bieber à ‘Billboard’.

Veja também:
Justin Bieber desabafa ao revelar ter doença de Lyme em estágio sem cura

Justin Bieber está trabalhando em novo álbum

Prestes a lançar um novo álbum, Justin revela estar vivendo sua melhor fase: “Acho que esta é a primeira vez na minha vida em que realmente gostei do processo de lançamento de um álbum”.

Esta fala o fez relembrar sobre um acontecimento polêmico em sua carreira no ano de 2017. Ele cancelou os últimos 14 shows da turnê mundial ‘Purpose World Tour’ – projeto para o qual ele se dedicava havia 18 meses – devido à “circunstâncias imprevistas”.

Na época, Bieber chegou a dizer que, naquele momento, ele precisava “apenas descansar”, pois estava no limite do estresse por conta do longo trabalho.

“Tudo era sobre sucesso, desempenho e tal, então eu ainda estava vazio, sabe?”, contou o artista.

Justin revelou que, apesar de ter muito dinheiro e ser extremamente bem-sucedido em sua carreira musical, ele estava infeliz.

“Todos os meus relacionamentos estavam sofrendo, mas eu tinha todo esse sucesso e todo esse dinheiro, e isso simplesmente não era satisfatório para mim”, disse.

Sobre sua “nova vida”, Bieber define: “Eu apenas mudei minhas prioridades para não [me tornar] outra estatística de jovens músicos que acabaram, tipo, não conseguindo”. 

“Houve um tempo em que eu realmente tive minha identidade envolvida em minha carreira, mas eu realmente tenho uma sensação de que meu propósito é usar minha música para inspirar“, completa.

Segundo ele, sua maior vontade é contribuir para a felicidade das pessoas“Eu só quero ser alguém que pode dizer, ‘Olha, eu fiz algumas coisas das quais não estou muito orgulhoso, mas dei uma olhada no espelho e decidi fazer algumas mudanças, e você também pode”, disse.

Veja também:
Justin Bieber vira piada na web após foto em que surge parecido com Supla

A nova vida de Justin Bieber

Ele, que sempre teve uma vida amorosa conturbada, se casou em 2018 com a modelo Hailey Bieber – ela é filha da brasileira Kennya Baldwin e do ator norte-americano Stephen Baldwin. Além de neta do ícone da bossa nova Eumir Deodato, com Mary Ellen Deodato.

Em 2020, Justin publicou registros do dia em que ele e a esposa confessaram publicamente a fé e foram batizados em um rio, seguindo os princípios evangélicos. Na época, ele mesmo descreveu: “Um dos momentos mais especiais da minha vida”. 

Bieber declarou que sua percepção sobre as coisas mudaram tanto que, hoje, o sucesso não é o principal motivo de sua satisfação. “A esta altura, alcancei um nível de sucesso tantas vezes que sei que o sucesso não é o objetivo principal da minha felicidade”, afirmou.

Fenômeno de sucesso mundial na música pop, Justin lançou seu primeiro álbum, intitulado ‘My World’, em 2009, aos 15 anos de idade.

Depois disso, explodiu nas paradas de sucesso. O primeiro grande hit de sua carreira foi a música ‘Baby‘, cujo videoclipe, lançado há 11 anos, tem hoje mais de 2 bilhões de visualizações no YouTube.

Ao longo de sua carreira, Justin Bieber ganhou vários prêmios por suas canções. Seu último álbum, lançado em 2020, foi ‘Changes’. Voltado para o estilo de música americano R&B, o disco estreou no topo da ‘Billboard 200’, e emplacou os sucessos ‘Yummy‘ e ‘Intentions‘ (em parceria com o rapper Quavo).

Veja também:
Justin Bieber rebate ONG que criticou seus gatos de R$ 140 mil

Depois disso, o cantor lançou alguns singles avulsos – é o caso da músicaHoly (com Chance the Rapper) que é considerada por alguns como gospel.

Outro single lançado recentemente foi ‘Anyone‘, que tem uma pegada pop e já é sucesso nas paradas. Além dessas, Bieber fez parceria com Benny Blanco na música ‘Lonely‘ e com o conterrâneo Shawn Mendes, em ‘Monster‘. 

Mais recentemente, Justin Bieber lançou o videoclipe da cançãoHold On. A letra fala sobre dar suporte para uma pessoa quando ela precisa. “Eu vou estar lá por você. Eu preciso que você espere”, diz um trecho.

Confira:

Justin Bieber lança ‘Changes’, primeiro álbum após conversão e casamento; ouça

Compartilhar