Cauan, à direita, teve piora no quadro após ser diagnosticado com Covid-19 (Foto: divulgação)

Cleber diz que Cauan demorou para procurar ajuda após sintomas de Covid-19

O sertanejo Cauan está internado há uma semana, em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), após ser diagnosticado com Covid-19. De acordo com sua dupla, Cleber, o artista demorou para buscar tratamento médico, o que pode ter agravado seu caso – ele está com os pulmões comprometidos pela doença.

Em entrevista ao programa ‘Encontro com Fátima Bernardes’, na última quinta-feira (20), Cleber disse que a situação é como um “pesadelo” para as pessoas próximas. Em seguida, revelou que o parceiro acreditava que se recuperaria de forma mais fácil.

Veja também:
Cauan, dupla de Cleber, tem piora na saúde após pulmões comprometidos pela Covid

“Cauan é muito forte, alto-astral, a alegria da dupla. Acho que ele confiou demais, achou que a doença não fosse evoluir para um quadro tão grave. Quando ele me falou que estava com febre, já estava no terceiro dia de febre, e isso me preocupou bastante. Falei: ‘Você tem que procurar um médico.’ Mas ele estava tranquilo”, disse.

Triste com a doença do parceiro musical, Cleber disse que é amigo de Cauan desde a infância, apesar da dupla ter começado em 2010. “Acabo tendo uma relação muito maior com ele do que com a minha família. Antes da pandemia, a gente se via diariamente. O mais importante é a vida, e a gente está torcendo para que ele saia dessa situação”, declarou.

Fernando Máximo, irmão de Cauan, é médico e está acompanhando o caso. Ele também participou do ‘Encontro’ e disse que o quadro do cantor está melhorando. Antes, os pulmões estavam comprometidos entre 70% e 75% – agora, estão de 60% a 65%.

Apesar disso, o estado de saúde do sertanejo ainda é “muito grave”, segundo o médico. “Ele depende de oxigenoterapia. Até para se alimentar, tira a máscara, mas tem que colocar o cateter. Mas graças a Deus houve uma discreta melhora. Os exames de laboratório estão melhores”, explicou.

Cuidados de Cauan

Foto: reprodução / Instagram

Ainda durante a entrevista, Cleber disse que Cauan estava se cuidando durante os meses de pandemia. “A gente se encontrou poucas vezes. Fizemos duas lives, nos encontramos para ensaiar. A gente sempre se falava por telefone. Ele tomava muito cuidado principalmente pelos pais deles”, disse.

A declaração de Cleber chama atenção, pois um vídeo de Cauan datado de março, início da pandemia, passou a circular nas redes sociais mostrando que o cantor não estava isolado naquele período. Ele aparece em uma espécie de confraternização em casa ao lado de outras pessoas – o que as autoridades da saúde já não recomendavam desde aquele período.

Veja também:
Cauan ironiza coronavírus em vídeo antigo, que volta a circular na web: 'vem em nós'

Na filmagem, Cauan debocha do coronavírus. Um homem que segura o celular que grava o momento diz que ele e os amigos estão “escondidos” de Ronaldo Caiado, governador do Goiás, que havia determinado o fechamento do comércio considerado não-essencial e a proibição de aglomerações. “Nós tá escondido (sic) do Caiado aqui, e olha quem chegou”, afirma, antes de filmar o sertanejo.

O cantor, então, diz: “peita em nós, coronavírus”. E repete: “peita, coronavírus, vem em nós”. O homem que faz a filmagem completa: “peita… aqui não, fi, aqui nós não pega (sic) o bicho não, a viola vai comer agorinha”.

Veja:

Diversos internautas criticaram a postura de Cauan no vídeo. “Infelizmente falamos asneiras e menosprezamos os conselhos, mas torço para ele se recuperar e ter a oportunidade de arrependimento de ter dito isso”, afirmou um internauta. “Aquela brincadeira que ficou séria demais”, disse outra.

Um usuário chegou a dizer que Cauan “vivia respondendo as reportagens do Mais Goiás com deboche sobre o vírus”. “Que ele se recupere e seja humilde suficiente pra assumir publicamente que errou feio”, declarou.

Em resposta ao site ‘G1’, a assessoria de Cauan disse que não irá se pronunciar no momento, já que o cantor busca sua recuperação total. Em nota, representantes de Ronaldo Caiado disseram que os dois são amigos e que não irá fazer nenhuma declaração sobre a filmagem.

Cauan passou a sentir sintomas da Covid-19, como febre e dores no corpo, no último dia 7 de agosto. Um exame foi realizado no dia 10, apontando a doença no dia seguinte. Já no dia 12, foi necessária a internação dele, apresentando piora progressiva em seu quadro de saúde.

Veja também:
Veja quais as lives com shows de música marcadas para os próximos dias

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar