Fotos: Reprodução/Redes Sociais filho chrystian

Afastado do pai, filho mais velho de Chrystian não conseguiu ir ao velório

Flávio Alexandre desabafou nesta quinta-feira (20) sobre o distanciamento de seu pai, Chrystian, que faleceu na última quarta-feira (19). Ele não conseguiu viajar a tempo para o velório.

Segundo ele, Key Vieira, viúva do cantor, seria a responsável pelo afastamento. “Tem sempre alguém para atrapalhar”, afirmou ao programa ‘Tá na Hora’, do SBT.

Filho mais velho do sertanejo, ele mencionou as dificuldades em manter contato com o pai devido aos obstáculos no meio artístico e dentro da própria família.

O contato era muito pouco, porque infelizmente, no meio artístico, para o artista até chegar perto de família, tem sempre alguém para atrapalhar. Não só da produção, até a própria família atrapalha você encontrar com o pai“, alegou.

“O meu relacionamento com o meu pai dependia de quem estava do lado. Se estávamos só ele e eu, era totalmente diferente. Agora, quando estava a atual e a ex-esposa dele, que é a mãe dos meus outros irmãos, elas sempre deram um jeito de barrar a minha presença – para entrar no show, para entrar no hotel, para entrar no camarim, para eu me aproximar dele… Telefonema elas não deixavam ele atender ou falavam que ele não estava”, disse ele para a colunista Fábia Oliveira, do jornal ‘Metrópoles’.

Veja também:
'Caneco cabeludo': a hilária entrevista do cantor que teve vídeo íntimo vazado

Apesar disso, Flávio ressaltou as boas lembranças que possui do pai. “Eu tinha pouco contato com ele, às vezes que a gente conseguiu nos aproximar, era de muita felicidade, de muita alegria. Uma relação até boa, embora poucas, as poucas foram legais e calorosas”.

Flávio Alexandre

Foto: Reprodução

Presença de Chrystian na infância

Flávio Alexandre destacou que Chrystian era mais presente em sua vida quando ele era pequeno.

“Até meus três anos de idade a minha mãe ia para São Paulo, me levava, depois voltava de novo. Depois nos afastamos, nos reaproximamos, fui pra casa dele, do meu tio, e depois nos afastamos de novo. Depende de quem está do lado”, explicou.

A última vez que esteve com o pai foi em Goiânia (GO), durante um show.

“Ele me avisou: ‘Estou em Goiânia’. Eu cheguei no hotel e fiquei umas duas horas com ele dentro do quarto… Tem uns dois ou três anos, no máximo, conversamos sobre tudo, me deu algumas dicas em relação à música, é uma lembrança que eu vou guardar para o resto da vida, porque foi a primeira vez que ficou eu e ele”, contou o primogênito, que também segue carreira na música.

“A última vez que eu encontrei com ele foi em um show que ele veio fazer sozinho aqui em Goiânia, antes de a dupla se separar. Eu até estranhei, porque não houve anúncio nem nada, mas ele falou que era um show particular para uma empresa, acústico, só voz e violão”.

“E ele falou assim: ‘Só não vou te levar porque lá é empresa e fico com receio de o pessoal achar ruim’. Eu entendi e não ia forçar a barra. Eu poderia falar: ‘Mas eu sou seu filho e vou’, né? Mas eu nunca nunca fiz isso de: ‘Ah, mas eu tenho que ir, porque eu sou filho’. Então, eu ficava sempre muito na minha”, revelou.

Veja também:
Aniversário de Marília Mendonça: Rainha da Sofrência completaria 29 anos

Mais cedo, em entrevista ao ‘Balanço Geral’, da Record TV, Flávio revelou que não conseguiu comparecer ao sepultamento do pai devido à falta de passagens aéreas.

“Talvez seja até um conforto que Deus está preparando para mim, de ter só lembranças dele vivo, se divertindo”, disse ele.

O filho primogênito fez questão de deixar bem claro que os sete filhos são registrados por Chrystian e ainda lembrou de uma época em que a ex-esposa do cantor quis que ele fizesse DNA.

“Todos nós somos registrados. Inclusive, a ex-mulher do meu pai fez com que ele entrasse com um pedido de exame de DNA na época, nos anos 90. O juiz deu o caso improcedente, porque, quando eu fui ao encontro do juiz para ver se fazia o exame, ele me viu e falou: ‘Isso aqui é uma situação totalmente fora de contexto, porque o menino é a cara Chrystian e já é registrado. Não estou entendendo por que que está pedindo esse exame de DNA’”.

Fonte: Fábia Oliveira

Sou jornalista, mas nas horas vagas gosto de fingir que sou influenciador digital. Me segue no insta! @meunomenaoedolfo

Compartilhar