Fotos: Reprodução/Instagram/Canva

Num único dia: Paula Fernandes viveu pane em avião, acidente de carro e tiroteio

A cantora Paula Fernandes participou do programa ‘Que História É Essa Porchat?‘, do GNT, e compartilhou acontecimentos de um dia inacreditável vivido por ela, com direito a pane no avião, acidente de trânsito e tiroteio nas mesmas 24 horas. Haja coração!

Antes de começar a contar a história, Paula disse que tem medo de andar de avião, mas seu trabalho a obrigou a viver isso com frequência devido à agenda lotada de shows em diferentes partes do Brasil.

Veja também:
Paula Fernandes revela quando e por que ganhou o rótulo de antipática

O dia mais assustador da vida de Paula Fernandes

Em uma das viagens que fazia rumo à cidade onde aconteceria a apresentação, Paula pegou no sono durante o voo e, quando acordou, se surpreendeu com o que estava acontecendo.

“Nesse dia, eu estava a caminho do show, entrei no avião e apaguei. De repente, quando acordei, o avião estava cheio de fumaça. Não conseguia ver as pessoas. Tinha tanta fumaça que eu não via a pessoa à minha frente. Fiquei muito preocupada e comecei a questionar, então disseram: ‘Estamos em processo de despressurizar'”, contou a cantora sertaneja, que narrou um pouco do que sentiu naquele momento.

“Ainda tinha uns 40 minutos de voo no meio da fumaça, então pensei: ‘Vou morrer asfixiada, é hoje‘. Não tem o que fazer, é rezar… foi aquele desespero. Quando coloquei o pé no chão eu não sabia se brigava, se gritava, se agradecia, eu só chorava e falava: ‘Quero largar essa profissão, eu não aguento mais'”, disse ela, que mal sabia que o dia difícil estava apenas começando.

Quando chegou no hotel, tinham várias pessoas a esperando para tirar foto e falar com ela. Ainda impressionada com a pane no avião, Paula precisou subir para o quarto para se recompor. Só depois desceu para atender os fãs.

“Ainda tinha um percurso de carro até o hotel, e o hotel estava assim de gente. Eu chorava igual um chafariz, o pânico é um negócio que impregna. Chegamos no hotel e não dava para atender aquele monte de gente. Passamos pela recepção, me recompus, atendemos a galera toda que estava lá”, contou Paula Fernandes.

Veja também:
Paula Fernandes se sentiu 'abandonada no altar' por Luan Santana após 'Juntos'

Ela e a equipe entraram em uma van que os levaria para o local do show. No caminho, passando por uma estrada de terra, se envolveram em um acidente!

“Tinha uma estradinha de terra que fazia a van inteira balançar. Nisso, o motorista avistou um homem no ‘breu’ com uma motinha. Então, ele diminuiu a velocidade, talvez com intuito de ajudar. Entretanto, a nossa van que vinha atrás não reparou que diminuímos a velocidade e só escutamos o derrapar dos pneus e a batida na traseira“, disse Paula.

Ela contou que após tudo isso percebeu que qualquer coisa daria errado naquele dia.

“Nesse dia se eu fosse de jegue ou se fosse de bicicleta ia furar pneu, afirmou. “Eu sei que chorei e me maquiei de novo. Me caracterizei, cheguei no show e tinham 60 mil pessoas me esperando, todo mundo coladinho. De repente começou um barulho, contou a cantora.

Sumiu todo mundo, só apareceu o segurança me encapando, me tirando do lugar, era tiro!, afirmou. Fábio Porchat interrompeu e comentou, brincando: “Alguém estava tentando te eliminar nesse dia”.

Paula Fernandes, que contou a história com bom-humor, disse ter ficado muito abalada após todos esses acontecimentos.

“Sei que fiz apenas 30 minutos de show e voltei a chorar. Esse dia eu saí fisicamente ilesa, mas fiquei um bom tempo psicologicamente abalada. Se tinha alguma coisa faltando para eu viver, eu já vivi tudo”, concluiu ela.

Confira o trecho do programa em que Paula Fernandes conta essa história:

Quando Paula Fernandes e Taylor Swift gravaram uma música juntas

Compartilhar