Fotos: reprodução / Instagram

Bruno Mars é filho do Michael Jackson? Conheça a bizarra teoria

Há muitos mistérios em torno de Michael Jackson, o Rei do Pop. Porém, uma teoria que soa absurda viralizou na internet: seria Michael o pai de Bruno Mars?

A hipótese foi lançada por um internauta pelo Twitter, que traz uma série de supostas evidências que confirmariam uma ligação familiar entre Michael Jackson e Bruno Mars. Essa relação seria citada até mesmo em uma das músicas do Rei do Pop. Será mesmo?

O nome real de Bruno Mars é Peter Gene Hernández. O cantor nasceu em Honolulu, no Havaí, em 8 de outubro de 1965, mudando-se para Los Angeles, nos Estados Unidos, na adolescência.

De acordo com a teoria do internauta, o nome Peter, supostamente, veio da admiração de Michael Jackson pelo personagem infantil Peter Pan. O cantor tinha estátuas de Peter Pan no rancho de Neverland, onde morava, e se reconhecia na personalidade fictícia do desenho animado, pois ambos se consideravam eternas crianças.

Veja também:
Fãs brasileiros promovem campanha 'Michael Jackson Inocente' no Twitter

O usuário de Twitter aponta que Michael e Bruno têm semelhanças físicas como altura, cabelo e cor de pele, e de talento, como alcance vocal e habilidade para dançar. Com o tempo, esses atributos especialmente nos rostos foram se perdendo, já que o Rei do Pop teve doenças na pele e passou por cirurgias estéticas.

É citado, ainda, que Bruno Mars foi contratado por uma grande gravadora, a Atlantic Records, em 2009 – mesmo ano em que Michael Jackson morreu, aos 50 anos. Desde então, Bruno fez muito sucesso e é comparado frequentemente a Michael, seja pelos atributos físicos ou pela forma de se apresentar na dança e musicalmente.

Também chama atenção o fato de que, supostamente, Michael seria amigo de Peter Hernandez, apontado como pai de Bruno. Há, inclusive, uma foto dos dois juntos, na década de 1980.

Foto: reprodução / Twitter

O quarto filho

Outro tópico é que o Rei do Pop teria um quarto filho – algo que o próprio pai do cantor, Joe Jackson, já disse em entrevistas. Esse filho seria, inclusive, mais velho que os outros três que o artista teve: Prince Michael Jackson (nascido em 1997), Paris Jackson (nascida em 1998) e Prince Michael Jackson II (nascido em 2002).

Porém, Joe Jackson afirma que o suposto filho mais velho de Michael seria um rapaz chamado Omer, nascido na Noruega. Inclusive, o homem, que tem carreira como rapper com o nome artístico Omer Bhatti, nega que o Rei do Pop seja pai dele.

Veja também:
Mark Wahlberg rapper: a carreira musical do ator de Hollywood

Michael Jackson, Bruno Mars e Billie Jean

O ponto mais curioso da teoria é que, segundo o internauta, Michael Jackson estaria se referindo a uma história real na música ‘Billie Jean’, um de seus maiores hits. No refrão, o artista canta que uma mulher chamada Billie Jean não é a amante, apenas uma garota que diz que ele “é o cara”. “Mas o garoto não é meu filho”, completa a estrofe.

“Billie Jean não é minha amante;
É só uma garota que diz que sou o cara;
Mas o garoto não é meu filho;
Ela diz que sou o cara, mas o garoto não é meu filho”

Apesar de chamar atenção, esse tópico não faz sentido. ‘Billie Jean’ foi lançada no álbum ‘Thriller’, de 1982, enquanto Bruno Mars, conforme já citado, nasceu em 1985, três anos depois da canção ser divulgada ao público.

Teorias são teorias

Fotos: reprodução / Instagram

É importante destacar que toda a história relacionando Michael Jackson e Bruno Mars é apenas uma teoria. Não há nenhuma comprovação. Mesmo os argumentos reais citados para corroborar essa hipótese são inconsistentes, pois não querem dizer muita coisa.

Há de se destacar, especialmente, que Bruno pode ter alguma semelhança com Michael em termos de performance pelo simples fato de ser fã do Rei do Pop e ter cantado e dançado músicas dele no passado. Durante sua juventude, uma revista chegou a apontar o jovem artista como “um novo Michael Jackson” – título que acabou ficando até mesmo depois que ele ficou famoso.

Veja também:
A morte de Michael Jackson, causada por combinação letal de medicamentos

Dessa forma, é importante citar que tanto essa quanto outras teorias relacionadas a celebridades dificilmente seriam reais. Além disso, não há formas mais objetivas de se comprovar essas pequenas “loucuras” de fãs e internautas – no caso de Michael, o cantor faleceu há mais de uma década, o que inviabilizaria um exame de paternidade.

Teorias e conspirações à parte, o que importa é a música. E, disso, tanto Michael quanto Bruno entendem muito bem.

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.