Foto: divulgação

A carreira musical de Xuxa, que não se considera cantora, mas vendeu milhões

Xuxa Meneghel tem um envolvimento com a música muito antigo. Isso porque Maria da Graça Meneghel já teve a própria carreira de sucesso na indústria fonográfica, apesar de dizer que não se considera cantora.

A eterna Rainha dos Baixinhos comandou o ‘Xou da Xuxa’, na TV Globo, entre junho de 1986 e dezembro de 1992. Naquela época, a carreira como apresentadora infantil trazia junto a trajetória musical (a exemplo de Mara Maravilha e Angélica) e isso deu para a loira uma trajetória musical de respeito.

Veja também:
Mara Maravilha diz que Michael Jackson imitou clipe dela; assista e compare

Ao todo, Xuxa lançou 28 álbuns de estúdio, 13 compilações, oito álbuns em espanhol, mais de 200 videoclipes e 110 singles. Estima-se que tenha vendido 50 milhões de cópias no total.

Premiada, mas sem se sentir cantora

Até hoje, Xuxa ocupa quatro posições entre os 10 discos recordistas de vendas no lançamento em todo o Brasil – todos eles com títulos adaptados com o clássico X.

Veja também:
20 músicas famosas cujas letras têm significados inusitados

No entanto, em entrevista ao ‘Programa da Sabrina’, em 2016, a loira disse que, apesar da longa carreira no meio musical, não se considera cantora.

“Tentei ser atriz e ser cantora, [mas] não, não sou. Eu sou vendedora de discos. De jeito nenhum [me considero cantora]”, declarou Xuxa. “Eu sei o tamanho da minha voz, mas não sei o tamanho do meu público”.

Uma coisa é fato: ela realmente soube como vender discos. A Rainha dos Baixinhos aparece em 8º lugar entre os 10 álbuns mais vendidos da história do Brasil, com ‘Xou da Xuxa’ (1986) e suas mais de 2,6 milhões de cópias.

Na 6ª posição, ela aparece novamente, dessa vez com ‘Xegundo Xou da Xuxa’ (1987), que vendeu 2,7 milhões de cópias.

Ouça ‘Doce Mel’:

Grudadinho, ‘Xou da Xuxa 4’ (1989) surge em 5º lugar, com 2,9 milhões de cópias espalhadas por aí.

No “pódio”, ‘Xou da Xuxa 3’ (1988) dá a dimensão do sucesso ao ficar em 2º lugar – com 3,2 milhões de álbuns vendidos. Veja o top 10 no final do texto.

É neste álbum, inclusive, que aparece o grande hit de Xuxa: ‘Ilariê’. A música bombou além do Brasil e ganhou versão em outros idiomas, chegando à 11º posição das paradas Billboard Latin Songs em 1989.

Ouça a versão original de ‘Ilariê’:

Ouça ‘Ilariê’, em espanhol:

Ouça ‘Ilariê’, em inglês:

A carreira internacional de Xuxa

Foto: Divulgação

A jornada internacional de Xuxa não se resumiu a ‘Ilariê’ em diversos idiomas. Entre 1990 e 2005, Xuxa lançou oito álbuns em espanhol.

Os trabalhos fizeram sucesso em países como Espanha, Chile e Argentina – e chegaram a ser disco de platina em todos eles. O ‘Solamente Para Bajitos’ (2005) recebeu disco de ouro no país dos hermanos argentinos.

Veja o DVD de ‘Solamente Para Bajitos’:

Início da queda nas vendas

A fase de músicas focada no público infantil não chegou ao fim com o ‘Xou da Xuxa’. Nessa época, a venda dos álbuns da cantora e apresentadora estavam consolidadas, mas começando a cair.

Do recorde de vendas de ‘Xou da Xuxa 3’, que rendeu 3,2 milhões de cópias vendidas, a apresentadora/cantora chegou ao número de 640 mil álbuns com ‘Xou da Xuxa Sete’, no finalzinho de 1992 – quando o programa infantil chegaria ao fim.

Veja também:
Ai se eu te pego: a música de Michel Teló que bombou até na Finlândia

Vale lembrar que foi em 1992 quando ela estrelou a famosa capa da Playboy, onde aparece no estilo coelhinha da revista. A manchete era “As fotos que Pelé quase proibiu”, embora nessa época os dois já não estivessem juntos.

Em 1993, no entanto, ela continuou a cantar e lançou o álbum ‘Xuxa’, que surpreendeu ao vender 176 mil cópias. Até hoje, fala-se da pouca divulgação que o disco teve e que teria gerado a primeira das mais baixas vendas da carreira de Xuxa.

Assista ao último ‘Xou da Xuxa’:

Xuxa para jovens

Foto: Divulgação

Em 1994, Xuxa lança ‘Sexto Sentido’, o décimo quarto álbum de estúdio, que é considerado o primeiro passo dela rumo a uma carreira musical mais dedicada ao público jovem ao invés do infantil.

Embora mantenha a animação pop do estilo de Xuxa, as letras já são mais adultas. O álbum fez sucesso e recebeu disco de diamante pelas mais de 1 milhão de cópias vendidas.

Ouça o álbum ‘Sexto Sentido’:

Seguindo essa linha menos infantil, ela faz sucesso novamente com ‘Luz no Meu Caminho’, que vendeu 800 mil cópias em 1995. A primeira música, ‘Brasileira’, falava sobre o orgulho de ter nascido no Brasil.

Algum tempo depois, a apresentadora acabou voltando a gravar diversos álbuns para o público infantil.

Ouça o álbum ‘Luz no meu caminho’:

Xuxa para grávidas

Foto: Divulgação

Depois de se aventurar com o público infantil e adolescente, Xuxa voltou às raízes ao lançar ‘Só Faltava Você’, em 1998. O álbum contava com músicas dedicadas totalmente à gravidez.

O tema do disco acompanhava a vida da cantora, que estava à espera de Sasha, a única filha de Xuxa – fruto do relacionamento com Luciano Szafir.

Para a filha, ela dedicou duas canções: a faixa título e ‘Uma Canção Para Sasha’.

Ouça ‘Só Faltava Você’:

Ouça ‘Uma Canção Para Sasha’:

Discografia completa

Xuxa e Seus Amigos (1985):

Xou da Xuxa (1986):

Xegundo Xou da Xuxa (1987):

Xou da Xuxa 3 (1988):

Xou da Xuxa 4 (1989):

Xou da Xuxa 5 (1990):

Xou da Xuxa 6 (1991):

Xou da Xuxa 7 (1992):

Sexto Sentido (1994):

Luz no meu caminho (1996):

Tô de Bem Com a Vida (1996):

Boas Notícias (1997):

Só Faltava Você (1998):

Xuxa 2000 (1999):

Só Para Baixinhos 1 (2000):

Só Para Baixinhos 2: tá na hora de brincar (2001):

Só Para Baixinhos 3: Country (2003):

Só Para Baixinhos 4: Praia (2003):

Só Para Baixinhos 5: Circo (2004):

Só Para Baixinhos 6: Festa (2005):

Só Para Baixinhos 7: Brincadeiras (2007):

Só Para Baixinhos 8: Escola (2008):

Só Para Baixinhos 9: Natal Mágico (2009):

Só Para Baixinhos 10: Baixinho, Bichinhos e Muito Mais (2010):

Só Para Baixinhos 11: Sustentabilidade (2011):

Só Para Baixinhos 12: É Para Dançar (2013):

Xuxa Só Para Baixinhos 13: ABC do XSPB (2016):

Confira o Top 10 dos “Discos mais vendidos no Brasil de todos os tempos”

1º. Padre Marcelo Rossi – Músicas para louvar o Senhor (1998) – 3.228.468 cópias

2º. Xuxa – Xou da Xuxa 3 (1988) – 3.216.000 cópias

3º. Leandro e Leonardo (1990) – 3.145.814 cópias

4º. Só Pra Contrariar (1997) – 2.984.384 cópias

5º. Xou da Xuxa (1989) – 2.920.000 cópias

6º. Xuxa – Xegundo Xou da Xuxa (1987) – 2.754.000 cópias

7º. Leandro e Leonardo – Um sonhador (1998) – 2.732.735 cópias

8º. Xuxa – Xou da Xuxa (1986) – 2.689.000 cópias

9º. Mamonas Assassinas (1995) – 2.468.830 cópias

10º. Terra Samba ao vivo e a cores (1998) – 2.450.411 cópias

Compartilhar