Fotos: Reprodução/Redes Sociais

Conrado e Aleksandro: homem filmou ônibus correndo minutos antes do acidente

Uma tragédia aconteceu na manhã deste sábado (7) e causou comoção aos amantes da música sertaneja. Um grave acidente acometeu o ônibus da dupla sertaneja Conrado e Aleksandro.

O desastre aconteceu na Rodovia Regis Bittencourt, em Miracatu, no interior de São Paulo. Um dos vocalistas, Aleksandro, e mais cinco integrantes da equipe morreram na hora. O parceiro, Conrado, encontra-se em estado grave internado em uma UTI.

  • Epa! Livros de autoajuda a menos de R$ 10??? Lista de eBooks com até 70% de desconto! Não deixe de garantir a promoção clicando aqui e atualize sua lista de leituras. 

O ônibus vinha de Tijucas do Sul, no Paraná, e seguia para a cidade de São Pedro (SP), onde realizariam um show naquela noite.

Os planos não seguiram como o esperado e o acidente aconteceu. Dentre os 19 passageiros do veículo, seis pessoas faleceram.

Veja também:
Cristiano Araújo: de fotos do corpo a brigas na Justiça, tragédia gerou muita polêmica

Pouco tempo antes do ônibus tombar, o motorista de um carro que viajava pela mesma rodovia se assustou com a alta velocidade do veículo do Conrado e Aleksandro.

Ele decidiu, então, gravar um vídeo para depois enviar para a dupla e alertá-los sobre o perigo que estavam correndo.

O vídeo foi gravado por volta das 9h47 de sábado (7). O ônibus tombou às 10h30. Nas imagens, o motorista mostra o ônibus correndo muito na Rodovia Regis Bittencourt.

Ele chega a mostrar o velocímetro do seu próprio carro, que passa de 120km/h para acompanhá-los.

Olha a velocidade! Vou acompanhar. Depois acontece um acidente…120km/h, 130km/h. Chegou até 140km/h. Um ônibus! Chamou a minha atenção. Acelerei para alcançá-lo”, diz o homem no vídeo.

“Depois acontece um acidente e colocam a culpa sempre em outra coisa, mas a imprudência fala mais alto aqui! Ultrapassa caminhões como se fosse um carro pequeno”, acrescentou ele enquanto gravava o vídeo.

Em entrevista ao portal ‘G1’, ele contou que a alta velocidade do ônibus dos sertanejos chamou a atenção dele, que decidiu filmar.

“Vi que estava escrito o nome da dupla e pensei que poderia gravar para depois encaminhar o vídeo. Planejava encontrar o telefone deles para mostrar como o motorista estava ‘correndo’ na rodovia. Jamais imaginava que o acidente pudesse acontecer, relata o homem, que preferiu não ser identificado, ao ‘G1’.

O motorista do carro que flagrou o excesso de velocidade disse que já tinha o hábito de filmar certos comportamentos na rodovia. “Não filmei com intenção de prejudicar ninguém. Tenho o hábito de gravar essas coisas”.

Um dos sobreviventes do acidente, um produtor musical de Conrado e Aleksandro, afirmou que ouviu o motorista do ônibus dizer Meu Deus, Meu Deus“, segundos antes do ônibus tombar na pista.

“O pessoal estava dormindo, descansando do show da noite passada. Eu estava acordando na hora e só escutei um barulho e o motorista gritando: ‘Meu Deus, meu Deus!’. Na hora que eu vi, o ônibus já estava arrastando no chão. Tentamos socorrer todo mundo, conseguimos tirar quatro ou cinco que não estavam embaixo do ônibus. Infelizmente os outros o ônibus caiu em cima, prensou o pessoal e não teve como, teve que esperar o resgate erguer”, contou Ricardo Ernesto Silva.

Veja também:
Maraisa conta pela 1ª vez como reagiu ao saber de acidente de Marília Mendonça

Vídeo do ônibus de Conrado e Aleksandro

Assista ao vídeo que flagra o ônibus da dupla em alta velocidade, minutos antes do acidente:

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) afirmou que o vídeo foi feito na Rodovia Regis Bittencourt, por volta do km 454 – a ocorrência foi registrada no km 402. A velocidade máxima para veículos de grande porte no local da gravação é de 80 km/h.

Os agentes ressaltaram, ainda, que o motorista que filmou o ônibus da dupla em alta velocidade também errou, pois é proibido o uso de celular enquanto dirige. Além disso, ele também ultrapassou a velocidade permitida para fazer o “flagra”, cometendo mais uma infração.

“Cumpre-nos esclarecer que o uso do celular na direção representa conduta proibida pelo CTB, cuja lesividade na causa de acidentes supera o próprio excesso de velocidade. Sendo assim, o condutor que gravou o vídeo causou mais risco ao trânsito do que o motorista que imprimiu velocidade excessiva, porém este último acidentou-se em virtude do estouro do pneu”, afirmou a PRF em comunicado.

Veja também:
Morte de Chico Science: do acidente com ação milionária ao legado manguebeat

Foto: Reprodução/Instagram

O que a legislação brasileira diz sobre isso? Falar ao celular na direção é uma infração de trânsito que consta no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), na Lei nº 9.503/97, no artigo. 252.

Essa infração é considerada gravíssima, são sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e multa no valor de R$ 293,47.

Já o excesso de velocidade de 20% até 50% acima do limite permitido é descrito no inciso II do artigo. 218 do Código de Trânsito. Uma infração grave que gera 5 pontos na carteira de motorista. O valor da multa é de R$ 195,23.

O motorista do ônibus será investigado por homicídio e lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, segundo a polícia civil do estado de São Paulo. Os sobreviventes do acidente já foram ouvidos.

Veja também:
Filha do cantor Belchior é condenada por homicídio e cumprirá 9 anos de prisão

Quem foram as vítimas do acidente?

Morreram durante o acidente com o ônibus da dupla Conrado e Aleksandro, o próprio Aleksandro e os músicos Marzio Allan Anibal, Roger Aleixo Calcagnoto e Wisley Aliston Roberto Novaes. Além deles, o técnico em iluminação Gabriel Fukuda e o técnico roadie Giovani Gabriel Lopes dos Santos.

O corpo do cantor e de outros integrantes da equipe da dupla chegaram a Londrina, no norte do Paraná, no fim da tarde deste domingo (9). Eles foram velados em seu estado natal.

O cantor Conrado, cujo nome verdadeiro é João Vitor Moreira Sales, continua internado em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional de Registro (SP). Outras 11 pessoas da equipe também estão hospitalizadas.

Aleksandro tinha 34 anos de idade, era formado em Agronomia e criava gado em terrenos na região do Pantanal, no Mato Grosso do Sul. Em 2020, durante a pandemia, comprou uma grande fazenda próxima a Campo Grande – onde morava ao lado dos dois filhos, Noah e Maya, e da esposa Tatiele.

Veja também:
Mamonas Assassinas: eterna 'namorada do Dinho' ainda mora no local do acidente

Luiz Aleksandro Talhari Correia, 34 anos, vocalista

Foto: Reprodução/Instagram

Wisley Aliston Roberto Novaes, 26 anos, guitarrista

Foto: Reprodução/Instagram

Marzio Allan Anibal, 42 anos, tecladista e produtor musical

Foto: Reprodução/Instagram

Roger Calcagnoto, conhecido como “Panda’, 38 anos, baterista

Foto: Reprodução/Instagram

Giovani Gabriel Lopes dos Santos, 23 anos, roadie da banda

[foto]

Gabriel Fukuda, 19 anos, técnico de iluminação, baterista e roadie

Foto: Reprodução/Instagram

Veja o último boletim médico publicado pelo perfil oficial da dupla neste domingo (8):

  • Epa! Livros de autoajuda a menos de R$ 10??? Lista de eBooks com até 70% de desconto! Não deixe de garantir a promoção clicando aqui e atualize sua lista de leituras. 

Mural em homenagem à Marília Mendonça é vandalizado com imagem de pênis

Compartilhar