Foto: Joe Termini / divulgação

Justin Bieber é acusado de estupro por duas mulheres; cantor rebate um dos relatos

Justin Bieber foi acusado de estupro em dois relatos anônimos que viralizaram nas redes sociais. As duas mulheres afirmam que os crimes sexuais teriam ocorrido em 2014 e 2015 – na época, Bieber namorava com Selena Gomez. O cantor negou um dos casos, de 2014, e publicou registros que comprovariam sua inocência.

A primeira suposta vítima a se manifestar se identificou apenas como Danielle. Ela afirmou, em um relato já removido da rede social Twitter, que participou do festival de música SXSW, em Austin, nos Estados Unidos, no dia 9 de março de 2014.

Veja também:
A morte de Tim Maia, que passou mal ao subir no palco para show na TV

Na ocasião, Bieber foi ao evento de surpresa e cantou algumas músicas. Durante o show, um homem teria perguntado para as fãs se elas queriam conhecer o cantor pessoalmente. Segundo o relato, elas aceitaram e, após o show, foram para o hotel Four Seasons para conversar com o artista.

Danielle conta que, passados alguns minutos de interação, foi levada para outro quarto, onde ele a teria beijado. A fã declara que, inicialmente, retribuiu o beijo, mas que se recusou a dar continuidade quando ele, supostamente, tirou as roupas e a jogou em uma cama.

“Falei para ele que era melhor a gente parar e eu precisava encontrar minha amigas, e que me sentia culpada por Selena. […] Eu estava muito desconfortável, falei para ele parar porque eu estava preocupada com minhas amigas. Mas era tarde demais. Ele se forçou dentro de mim”, afirmou ela, declarando que preferia não dar detalhes sobre como ocorreu o suposto estupro, mas pontuando que foi abusada sexualmente sem consentimento.

A admiradora disse que nunca falou para ninguém sobre o caso até 2019, quando contou o caso para pessoas próximas e encorajou outras vítimas de estupro a se manifestarem. Depois disso, outra mulher que se identificou como Kadi postou um relato declarando que também foi abusada por Justin Bieber.

Kadi afirmou que seu caso ocorreu em 4 de maio de 2015, em Nova York. A fã tentava conhecer Justin Bieber pessoalmente. “Encontrei Mikey (segurança de Justin) fora do hotel. Ele me achou bonita e me deu o número de telefone dele. Mais tarde, fui convidada por Mikey ao hotel de Bieber, onde havia cinco garotas, inclusive eu”, disse.

Veja também:
Lady Gaga lança o novo disco 'Chromatica', com Elton John, k-pop e mais; ouça

A admiradora declarou que chamou atenção de Justin Bieber após começar a conversar em francês. Ela afirma que foi ao banheiro e o cantor teria ido atrás dela, trancando a porta. “Ele começou a me beijar, tocando meu corpo. Pedi que ele parasse e continuei dizendo que não faria sexo antes do casamento. Ele começou a me empurrar para a cama e colocar o corpo dele contra o meu. Puxou minha roupa para baixo e a bermuda dele e me penetrou. Chutei no meio das pernas dele e corri para fora”, afirmou.

Justin Bieber responde a uma das acusações

Em uma série de publicações no Twitter, Justin Bieber se manifestou sobre um dos relatos: o de Danielle, referente a março de 2014. O cantor negou que tenha cometido qualquer crime sexual e publicou, em seguida, uma série de fotos e matérias da época apontando que ele nunca teria estado no hotel Four Seasons.

“Não costumo abordar coisas assim, pois lidei com acusações aleatórias ao longo da carreira, mas depois de falar com minha esposa e equipe, decidi me manifestar sobre uma questão. Rumores são rumores, mas abuso sexual é algo que eu não admito. Quis falar imediatamente, mas por respeito a tantas vítimas que lidam com isso diariamente, quis reunir os fatos antes”, afirmou Bieber, inicialmente.

Em seguida, ele citou que “não há verdade” na história da internauta identificada como Danielle e mostrou evidências de que nunca esteve no hotel Four Seasons. Além disso, ele declarou que participou do festival SXSW como atração surpresa de um show da própria namorada, Selena Gomez.

Veja também:
Ex-mulher de Luciano acusa Zezé di Camargo de tê-la estuprado aos 16 anos

Bieber publicou fotos da apresentação no SXSW e mostrou que ficou hospedado em outros locais. “fiquei com Selena e nossos amigos em um Airbnb no dia 9 e, no dia 10, no Westin, porque a nossa reserva de hotel na La Quinta, e não no Four Seasons, foi uma bagunça”, afirmou.

O cantor destacou que esteve no restaurante Four Seasons, não no hotel, e que teve uma refeição no local no dia 10 de março de 2014, não no dia 9. “Confirmamos também com o gerente regional do Four Seasons que eu nunca estive no local no dia 9 de março de 2014, nem apareci como convidados nos dias 9 e 10 de março. Convido toda a imprensa a confirmar esse fato com eles, se for preciso”, disse.

Por fim, Bieber declarou: “Toda acusação de abuso sexual deve ser levada muito a sério e é por isso que minha resposta foi necessária. Porém, essa história é factualmente impossível e é por isso que estou trabalhando com o Twitter e com autoridades para tomar ações legais”. Ele não se manifestou sobre o segundo relato, de Kadi, mencionando um suposto ocorrido no ano de 2015.

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar