Foto: Reprodução/Instagram

Trabalhador acaba demitido por culpa de MC Poze e funkeiro doa R$ 20 mil

O MC Poze do Rodo voltou a ser assunto nas redes sociais após uma situação completamente desagradável que aconteceu no condomínio onde ele mora, em bairro nobre do Rio de Janeiro.

  • Volta às aulas 2022! Antecipe as compras escolares em até 10x sem juros, até 55% de desconto e frete grátis! Clique aqui.
  • Amazon Prime: frete GRÁTIS, filmes, séries e mais por R$ 9,90/mês. Assine agora!

Certo dia, o funkeiro, que tem apenas 20 anos de idade, saiu pelo condomínio dando notas de R$ 100 para porteiros e vigilantes tomarem café da manhã, como sugerido pelo próprio artista. Um amigo que o acompanhava filmou a ação e publicou na internet.

Veja também:
Facção criminosa mata cantor em Manaus e ameaça MC Poze, que cancela show

Tudo ia bem até que o funkeiro descobriu que um dos trabalhadores do condomínio que recebeu a gorjeta de R$ 100 havia sido identificado pela empresa no vídeo e demitido – sem nenhuma explicação aparente.

O vigilante em questão se chama Bernardo Henrique Levindo e é morador do Morro do Alemão, periferia da capital carioca.

Ele desabafou nas redes sociais dizendo que, quando ganhou o agrado‘ de MC Poze, não pensou duas vezes e usou o dinheiro para colocar crédito no Bilhete Único, que usa todos os dias no transporte público para ir trabalhar.

Segundo Bernardo, o vale transporte que recebe da empresa está atrasado e ele já estava preocupado em como faria sem dinheiro para a condução. O que ele não esperava era ser demitido por aceitar a gorjeta generosa de um dos moradores ilustres do condomínio, MC Poze.

“Eu comecei a trabalhar na empresa e recebi o dinheiro da passagem, refeição e alimentação. Faltou o salário, que seria pago no 5º dia útil. Perguntei o porquê. Quando virou o mês, primeiro dia útil, dia 3, segunda-feira: parte dos vigilantes tinham recebido o vale alimentação e eu, nada“, contou o segurança.

“Segundo dia útil, na terça-feira, eles receberam o pagamento e eu ainda nem tinha recebido o vale alimentação. Perguntei de novo. Na quarta-feira, terceiro dia útil, pagaram o alimentação, mas até hoje não recebi o dinheiro da passagem, explicou ele.

Quando o Poze me deu o dinheiro, pensei: ‘Pô, vou botar esse dinheiro no Bilhete Único para vir trabalhar e ficar tranquilo“, disse Bernardo.

Veja também:
3º filho aos 17? Web faz as contas e detona MC Poze após anúncio de gravidez

Antes de ser demitido, ele foi chamado pela empresa para esclarecer o ocorrido, pois tinham o reconhecido no vídeo do amigo do MC Poze.

“Esse do vídeo sou eu Bernardo Henrique Levindo. Irei devolver os mesmos 100 reais só que acabei de colocar no Bilhete Único pra ir trabalhar, pois ainda não recebi referente a dezembro e nem o Vale Transporte de janeiro, e meu superior já levou isso pra frente e hoje dia 10/01 ainda não recebi, infelizmente vou ter que esperar o Pix cair pra devolver“, afirmou Bernardo em resposta à empresa.

Foto: Reprodução/Instagram

MC Poze se revolta com demissão injusta

Assim que MC Poze do Rodo ficou sabendo que Bernardo havia sido demitido por aceitar os R$ 100 dados por ele recentemente, o funkeiro ficou inconformado.

“A empresa demitiu o segurança que aceitou um simples agrado. Isso é muita marola com o trabalhador. Sem neurose, que mundo é esse, parceiro?! Como tem gente que consegue ser assim, irmão?”, disse Poze em seu perfil no Instagram, que tem mais de 2 milhões de seguidores.

Revoltado com a decisão do Grupo Lothar, responsável pela contratação e demissão do funcionário, MC Poze decidiu ajudar ainda mais o rapaz. Ele fez duas transferências bancárias no valor de R$ 10 mil cada para o vigilante demitido.

Veja também:
Polícia invade palco e impede MC Poze de fazer show em Belém, no Pará

Bernardo Henrique Levindo, que agora está desempregado, recebeu 20 mil reais de MC Poze, como uma maneira de se desculpar por ter, de forma não-intencional, o levado a ser mandado embora do serviço.

Te mandei um outro agrado, guerreiro. Espero que essas duas transferências te ajudem. Desculpe qualquer coisa“, disse MC Poze do Rodo.

Veja uma captura de tela da Story do funkeiro, mostrando as duas transferências que fez para o segurança:

Foto: Reprodução/Instagram

Depois de toda a repercussão, o Grupo Lothar emitiu uma ‘nota de esclarecimento‘ na qual alega que “respeita os direitos humanos e tratam as pessoas com dignidade e respeito”.

“Pois acreditamos que essa é a base que nos impulsiona à garantia da busca contínua da excelência, pela qual já somos reconhecidos tanto por clientes e parceiros, como por colaboradores”, diz o comunicado.

Veja também:
MC Poze termina namoro com adolescente de 17 anos grávida do 3º filho
Compartilhar