Foto: Reprodução/TV Globo Coronel Belarmino - Renascer

Quem matou Belarmino em ‘Renascer’? Saiba como foi na versão original de 1993

O trágico fim do coronel Belarmino (Antonio Calloni) desencadeou um enigma intrigante em Renascer‘, novela das nove da TV Globo. Quem seria o responsável pela morte do fazendeiro?

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

José Inocêncio (Humberto Carrão), apesar de negar veementemente, emerge como o principal suspeito do assassinato.

Contudo, somente após o centésimo episódio, o verdadeiro executor do crime revelava sua identidade na versão original de 1993.

Na nova edição da novela, a morte do antagonista ocorreu nesta segunda-feira (29). Belarmino foi ludibriado por um falso funeral organizado pelo coronelzinho, que o obrigou a vender suas terras.

Contudo, no retorno para casa, ele foi emboscado e atingido por diversos disparos.

Com suas últimas forças, Belarmino encara o atirador e pronuncia seu icônico bordão: “É justo, muito justo… É justíssimo“.

A identidade do atirador, no entanto, permanece um mistério para os espectadores. Bruno Luperi, autor da trama, instiga a curiosidade: “Tudo sugere que tenha sido José Inocêncio. Mas será mesmo?”. 

Nena (Quitéria Kelly), abalada, se depara com o corpo de seu marido e também com o de Firmino (Enrique Diaz), outra vítima de Belarmino.

José Inocêncio, visando as terras do falecido, propõe um acordo financeiro para Nena, reforçando as suspeitas sobre ele quanto ao assassinato.

Belarmino - Renascer

Foto: Reprodução/TV Globo

Com o avançar da história para sua segunda fase, em 5 de fevereiro, a morte de Belarmino continua a atormentar José Inocêncio. A chegada da enigmática Mariana (Theresa Fonseca) intensificará o mistério.

Veja também:
Brasileira acaba presa após enviar 8.000 cartas ao cantor Harry Styles

João Pedro (Juan Paiva) se encanta por Mariana após encontrá-la na casa de Jacutinga (Juliana Paes) e a leva para a fazenda. José Inocêncio (Marcos Palmeira) também se impressiona com a beleza da jovem, iniciando uma rivalidade com seu filho.

A revelação do parentesco de Mariana com Belarmino surpreende o produtor de cacau. Apesar de desconfiar das intenções da moça, ele decide mantê-la na propriedade.

Inácia (Edvana Carvalho) alerta sobre a natureza vingativa de Mariana e sugere que ela pode ser a armadilha final de Belarmino para José Inocêncio.

O suspense em torno do assassinato de Belarmino, um dos pontos altos da trama, mantém os espectadores atentos. Quem, afinal, foi o responsável pelo destino fatal do fazendeiro? A resposta pode surpreender até mesmo os mais atentos fãs de ‘Renascer’.

A morte de Belarmino na primeira versão de Renascer

Em ‘Renascer‘, uma adaptação magistral de Bruno Luperi baseada na obra original de Benedito Ruy Barbosa, um dos momentos mais impactantes é, sem dúvida, o mistério que ronda a morte de Belarmino.

No epicentro desta intrigante narrativa está José Inocêncio (Antonio Fagundes), um personagem complexo e envolvente.

Apesar de suas negativas constantes, há uma nuvem de suspeita que paira sobre ele no que tange ao assassinato do vilão Belarmino (vivido por José Wilker na primeira versão da novela exibida em 1993).

Veja também:
Faustão recebe novo transplante apenas 6 meses depois do primeiro

A tensão se intensificou com a chegada de Mariana (Adriana Esteves), neta do falecido, que confronta o fazendeiro com a acusação direta: “Foi o senhor que matou o meu vô ou mandou matar”.

José Inocêncio, sempre incisivo, responde: “Se eu tivesse feito isso, não teria feito coisa melhor. Mas não matei, não mandei matar. Mas agora é palavra da sua avó com as histórias dela contra a minha palavra. Você escolhe”.

A trama se aprofunda à medida que José Inocêncio mantém seu jogo de negações. Em um diálogo com Rachid (Luis Carlos Arutin), ele reitera sua inocência.

Belarmino - primeira versão RenascerFoto: Reprodução/TV Globo

No entanto, sua fachada começa a ruir quando confrontado pelo padre Lívio (Jackson Costa).

“Se eu matei? Então fui eu quem roubou o dinheiro que tinha dado a ele em pagamento das roças. E o padre acredita numa coisa dessas? Que eu seria capaz de fazer isso?.

“Não, sinceramente não. Mas eu acredito que tenha partido de você o tiro que despachou o pobre”. A réplica do padre, que sugere que José Inocêncio não roubou, mas deu o dinheiro para a viúva, é recebida com um silêncio revelador.

A verdade só veio à tona no capítulo 136, de um total de 213. Foi um momento chave que não só redefiniu a compreensão do público sobre o personagem de José Inocêncio, mas também realçou a maestria narrativa de Benedito Ruy Barbosa nesta obra envolvente.

  • Conheça e descubra tudo que você pode fazer com seu dispositivo Alexa! E o melhor: experimente por 30 dias e, se não gostar, receba seu dinheiro de volta. Clique aqui para conferir!

Humberto Carrão encontra ator que foi José Inocêncio na ‘Renascer’ original

Compartilhar