Foto: divulgação

Rihanna é a mulher mais rica da música nos Estados Unidos, segundo a ‘Forbes’; veja lista

O site da revista ‘Forbes’ publicou um levantamento onde indica quais as mulheres empreendedoras mais ricas dos Estados Unidos em 2020. A cantora Rihanna ficou em 33° lugar na lista geral, sendo o nome da música melhor colocado no ranking.

O patrimônio líquido de Rihanna é calculado pela ‘Forbes’ em US$ 600 milhões (cerca de R$ 3,3 bilhões). A renda não vem apenas da música – ela também é dona da linha de maquiagem Fenty Beauty e da grife de lingeries Savage X Fenty, posando ainda como modelo para os produtos de ambas as empresas.

Veja também:
Maiara e Maraisa publicam ensaio fotográfico de biquíni e chamam atenção de seguidores

Foto: Savage X Fenty / divulgação

De acordo com a revista, os produtos da Fenty Beauty arrecadaram mais de US$ 600 milhões em vendas somente em 2019. Já a Savage X Fenty, mais nova no mercado, obteve US$ 50 milhões de investidores.

Além de suas iniciativas comerciais, Rihanna também atua em causas de filantropia. Sua instituição de caridade, Clara Lionel Foundation, arrecadou US$ 22,5 milhões para ajudar pessoas afetadas pela pandemia do novo coronavírus. De seu patrimônio próprio, ela doou US$ 8 milhões a diversas causas que também prestaram auxílio em meio à crise sanitária deste ano.

Veja também:
Shakira posta fotos com biquíni que ela desenhou e impressiona fãs: '43 anos?'

A revista ainda destaca que Rihanna tem uma história de superação, pois ela superou diversas dificuldades, “incluindo um pai viciado e abusivo e um caso onde foi vítima de violência doméstica por parte de Chris Brown”.

As outras artistas da música citadas no ranking são Madonna (40ª posição, US$ 550 milhões), Celine Dion (51ª, US$ 455 milhões), Beyoncé (55ª, US$ 420 milhões), Barbra Streisand (56ª, US$ 400 milhões), Taylor Swift (62ª, US$ 365 milhões), Lady Gaga (97ª, US$ 150 milhões) e Jennifer Lopez (também 97ª, US$ 150 milhões).

Os três primeiros lugares são ocupados por mulheres fora do segmento musical. São elas:

  1. Dianne Hendricks (US$ 8 bilhões) – CEO da ABC Supply, distribuidora de alguns materiais para construção;
  2. Judy Faulkner (US$ 5,5 bilhões) – fundadora da Epic, empresa que fornece programas de computador para médicos;
  3. Meg Whitman (US$ 5 bilhões) – CEO que já trabalhou com empresas como eBay, Hewlett-Packard e Quibi.
Veja também:
Veja quais as lives com shows de música marcadas para os próximos dias

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar