Fotos: reprodução / Instagram

Irmã de Victor Chaves o defende após condenação e diz que ex-esposa dele mentiu

Paula Chaves, irmã do sertanejo Victor Chaves, se manifestou por meio de suas redes sociais em defesa dele. Ela estava presente no prédio quando o músico agrediu sua então esposa, a empresária Poliana Bagatini, em fevereiro de 2017 – ele foi condenado e recorreu da decisão.

Inicialmente, Paula fez elogios a Victor, dizendo: “Sua arte, sua luz, suas letras, poesias, as pessoas que te amam, teu público, seus filhos, seus pais, seus irmãos, seus amigos, sua espiritualidade, tua fé! Sua verdade é o que faz você dormir em paz”.

Em seguida, ela criticou os “odiosos” e “cegos” que se posicionaram a favor de Poliana Bagatini. “Quanto aos odiosos, aos cegos, que não compreendem o que é ser ‘humano’, que acreditam na perversidade da mídia e se afogam no veneno dos próprios pensamentos ruins, que aprendam um dia a olhar com mais amor, aquele que enfrenta um problema familiar. Um problema, onde as pessoas envolvidas foram expostas por uma mídia sem escrúpulos, sem ética e qualquer tipo de empatia”, afirmou.

Veja também:
Victor Chaves é condenado por agredir a esposa em 2017 e recorre

Paula acusou Poliana de estar descontrolada e relatou outras situações que teriam ocorrido naquele período. “O que houve foi uma tentativa de contenção à uma mulher que estava em surto emocional, fato que nunca houvera antes, ocorrido em nossa família e de tal maneira, tão descontrolada. Uma pessoa que estava convivendo conosco pouco tempo e que trouxe uma carga emocional e um comportamento estranho, de invadir uma casa, um quarto, um banheiro, de uma mulher mais velha (minha mãe) e quebrar objetos de vidro pela casa, podendo ter se machucado, ou nos machucado”, afirmou.

A irmã de Victor também disse que a empresária mentiu ao dizer que o músico chutou a barriga dela, que, na época, estava grávida de 4 meses do segundo filho do casal. “Fico me perguntando, qual o motivo para tamanho surto, sendo que sempre foi tratada com respeito. Ainda mentiu dizendo que levou vários chutes na barriga. Em qual vídeo isso aparece? Gostaria que a minha ex cunhada, explicasse para a mídia em momento ela recebe vários chutes que ela alega na queixa que fez a priori! Onde está o vídeo dos vários chutes?”, disse.

Veja também:
Record divulga vídeo de Victor Chaves agredindo a esposa em 2017

Por fim, Paula Chaves afirmou que Poliana Bagatini “deveria se desculpar, por ter provocado tamanho caos na vida de um artista digno de sua posição”. “Ameaçou sair para rua, no dia do ocorrido, com uma bebê de colo, sem nenhuma segurança e controle emocional. Deveria se desculpar, pois o pai dos filhos dela é um pai presente e que participa da educação dos filhos com honra. […] Fica a pergunta: por que ela tornou pública uma nota afirmando que ele não a agrediu e nem a agrediria? Força meu irmão! A verdade é e sempre será um alicerce!”, concluiu.

View this post on Instagram

Sua arte, sua luz, suas letras, poesias, as pessoas que te amam, teu público, seus filhos, seus pais, seus irmãos, seus amigos, sua espiritualidade, tua fé! Sua verdade é o que faz você dormir em paz. Quanto aos odiosos, aos cegos, que não compreendem o que é ser “humano”, que acreditam na perversidade da mídia e se afogam no veneno dos próprios pensamentos ruins, que aprendam um dia a olhar com mais amor, aquele que enfrenta um problema familiar. Um problema, onde as pessoas envolvidas foram expostas por uma mídia sem escrúpulos, sem ética e qualquer tipo de empatia. O que houve foi uma tentativa de contenção à uma mulher que estava em surto emocional, fato que nunca houvera antes, ocorrido em nossa família e de tal maneira, tão descontrolada. Uma pessoa que estava convivendo conosco pouco tempo e que trouxe uma carga emocional e um comportamento estranho, de invadir uma casa, um quarto, um banheiro, de uma mulher mais velha (minha mãe) e quebrar objetos de vidro pela casa, podendo ter se machucado, ou nos machucado. No mínimo, minha mãe merecia mais respeito. Ainda fez um bolo de aniversário e recebeu a ex-nora em sua casa na noite anterior com carinho. Fico me perguntando, qual o motivo para tamanho surto, sendo que sempre foi tratada com respeito. Ainda mentiu dizendo que levou vários chutes na barriga. Em qual vídeo isso aparece? Gostaria que a minha ex cunhada, explicasse para a mídia em qual momento ela recebe vários chutes que ela alega na queixa que fez a priori! Onde está o vídeo dos vários chutes? Deveria se desculpar, por ter provocado tamanho caos na vida de um artista digno de sua posição. Ameaçou sair para rua, no dia do ocorrido, com uma bebê de colo, sem nenhuma segurança e controle emocional. Deveria se desculpar porque, por pouco, não nos machucamos com os cacos de vidros que ela quebrou pela casa! Continuo alegando, não houve motivo algum de relacionamento familiar que justificasse uma invasão na casa da minha mãe nos agredindo verbalmente e quebrando objetos. Fica a pergunta: Porquê ela tornou pública, uma nota afirmando que ele não a agrediu e nem a a agrediria? Força meu irmão! @victorchaves A verdade é e sempre será um alicerce! ♥️

A post shared by @ paula.chavesz on

A condenação de Victor Chaves

Dupla de Léo, Victor Chaves foi condenado pela agressão contra a ex-esposa, Poliana Bagatini, em fevereiro de 2017. A sentença estabelecida pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) foi de 18 dias de prisão em regime aberto, mas a juíza do caso suspendeu a pena de forma condicional por 2 anos. Ficou estipulado, ainda, o pagamento de multa de R$ 20 mil por danos morais, além dos custos do processo.

A decisão, em primeira instância, foi tomada em 29 de novembro, porém, só agora foi divulgada publicamente, já que o caso deixou de estar em segredo de justiça. Victor Chaves recorreu no último dia 9 de janeiro e o caso, agora, tramita no Ministério Público de Minas Gerais (MPMG).

Veja também:
Roberta Miranda se revolta com caso Victor Chaves e pede penas mais rígidas

Victor Chaves havia sido indiciado por vias de fato – ataque ou violência contra uma pessoa que não resulta em lesões corporais, com pena que pode ser aplicada em multa caso não constitua crime. Na época da agressão, Poliana Bagatini estava grávida de 4 meses, esperando o segundo filho do casal.

O vídeo

Uma reportagem do programa ‘Domingo Espetacular’, da Record, apresentou, no último dia 12 de janeiro, um vídeo que mostra a agressão. Poliana entra no elevador do prédio prédio onde eles moravam e Paula Chaves, cunhada dela, também está no local. Logo após, é possível ver Victor Chaves puxando as duas para fora. Uma das pernas do músico segue em direção à esposa – no depoimento, ela declarou não saber se foi um chute ou um empurrão.

O artista, por sua vez, disse à Justiça que não se lembrava da situação, mas não tinha intenção de agredir a então esposa. Ele afirmou que só queria impedir que Poliana se aproximasse da filha do casal, que estava no prédio. Em vídeo publicado nas redes sociais, ainda em 2017, Victor afirmou que praticou “um ato de desespero, para conter uma pessoa que estava completamente fora de si de pegar uma criança de 1 ano”.

Veja, a seguir, a reportagem completa e um vídeo que mostra, separadamente, o momento da agressão:

Veja também:
Sertanejo domina lista das 10 músicas mais ouvidas no YouTube em 2019

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.