Fotos mostram amor espontâneo (e “proibido”) de Freddie Mercury e namorado

Freddie Mercury é visto como um ícone gay desde a sua morte, em novembro de 1991, mas nem sempre foi assim. Enquanto esteve vivo, o vocalista do Queen mantinha a sua orientação sexual e seus relacionamentos em segredo.

O relacionamento mais icônico de Mercury, também revelado somente após sua morte, foi com o cabeleireiro Jim Hutton. Eles se conheceram em 1984, em uma boate, após Mercury ter oferecido uma bebida a Hutton, que recusou.

O cabeleireiro não reconheceu o cantor do Queen, até que, meses depois, eles se encontraram em um restaurante. Já ciente de que se tratava de Freddie Mercury, Jim Hutton aceitou, enfim, o drink que veio do vocalista. Iniciava-se, assim, uma história de amor que caminhava escondida da vida pública do astro.

Dois anos depois, em 1986, Jim Hutton acabou se mudando para o Garden Lodge, com Freddie. O cantor foi diagnosticado com Aids em 1987 e ofereceu a Jim a possibilidade de terminar o relacionamento, sem mágoas, mas o cabeleireiro se negou a dar fim ao namoro. Eles ficaram juntos até o último dia de vida de Freddie: 24 de novembro de 1991.

Hutton faleceu quase duas décadas depois, no ano de 2010, devido a um câncer no pulmão. Ele viveu com o vírus HIV por cerca de 20 anos.

As fotos a seguir, compiladas pelo site Vintage Everyday, são registros espontâneos de Freddie Mercury e Jim Hutton. As imagens captam momentos que poucos tiveram acesso enquanto Freddie esteve vivo.

Veja também:
A cantora de ópera que chocou um júri ao arrancar vestido e cantar AC/DC

Veja:

Compartilhar

Opiniões, curiosidades, resenhas, listas e sobre todos os tipos de música são o foco desta coluna, comandada por Igor Miranda, jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical. Contato: [email protected]