Fotos: reprodução / Instagram

Biel é acusado de racismo nas redes após dizer que tranças o fazem parecer bandido

O cantor Biel voltou a gerar polêmica nas redes sociais. Desta vez, internautas o acusam de racismo após fazer tranças no cabelo e dizer que, por isso, está parecido com “bandido”.

Veja também:
Dançarina acusa Livinho de racismo; cantor rebate e diz que se retratou

Na última segunda-feira (8), Biel divulgou um vídeo, utilizando a função Stories de sua conta no Instagram, onde mostra o novo visual. “Oi! Fiquei malandro com esse cabelo, filho. (Se) olhar com cara fechada parece até que é o quê? Bandido”, diz ele, na filmagem.

A declaração gerou controvérsia nas redes sociais. Para muitos, a fala do cantor foi racista, já que associava diretamente as tranças afro, um penteado bastante utilizado pela comunidade negra, com o visual de um criminoso.

“Querido diário, hoje o Biel deu as caras passando vergonha e sendo cancelado pela 8937302ª vez e eu descobri que existe um concurso chamado Miss Hitler. Conclusão: o preço que pagamos por ter olhos é muito caro”, disse uma internauta. “Como assim o Biel ainda existe?”, afirmou outra. “Quando eu olho pro meu passado e lembro que era fã do Biel, sinto tanta vergonha, mas já criei anticorpos, graças a Deus”, comentou um terceiro.

Veja também:
Manu Gavassi comenta fala considerada racista no 'BBB 20' e pede desculpas

Veja um pouco da repercussão:

Internautas também compareceram a uma recente publicação de Biel contra o racismo. O cantor aderiu ao movimento #blackouttuesday, onde internautas publicaram uma imagem preta como protesto à discriminação racial. Várias manifestações aconteceram nos Estados Unidos, bem como em outros países, após o americano George Floyd ser asfixiado até a morte por um policial branco.

“Escroto! Falso”, disse um internauta na publicação em que Biel protesta contra o racismo. “As tranças fazem parte da cultura negra! Usar trança não significa que a pessoa seja bandido, marginal”, afirmou outra. “Chegou o que diz que não é racista, mas faz apropriação cultural e diz que está parecendo bandido”, comentou uma terceira. “Muita cara de pau postar isso e depois fazer uma trança e dizer que parece bandido”, apontou mais uma.

Até o momento, Biel não se manifestou sobre a polêmica. O cantor divulgou atualizações nos Stories nesta quarta-feira (10), mas falou sobre outros assuntos.

Polêmicas de Biel

Desde 2016, ano em que começou a despontar no funk, Biel está longe dos holofotes. Na ocasião, ele foi acusado de assédio sexual pela jornalista Giulia Pereira, que trabalhava para o site ‘iG’.

De acordo com a jornalista, o artista chamou-a de “gostosinha” durante uma entrevista e disse que “a quebraria no meio” caso eles fizessem sexo. Depois disso, o artista deu entrevistas polêmicas – em uma delas, disse que a jornalista arruinou a sua carreira – e internautas descobriram publicações preconceituosas, datas entre 2011 e 2012, em seu perfil em uma rede social.

Giulia Pereira moveu uma ação contra Biel, mas o caso foi resolvido extrajudicialmente. Em acordo, o cantor pagou uma multa de R$ 4,4 mil e a ação na qual era acusado de injúria foi extinta.

Em 2018, morando nos Estados Unidos, o cantor se envolveu em nova polêmica: foi acusado de agredir a então esposa, a modelo Duda Castro. Vídeos de uma briga dos dois foram divulgados na internet.

Em novembro do ano em questão, já no Brasil, Duda Castro conseguiu uma medida protetiva de urgência contra Biel, o proibindo de chegar perto ou de manter contato com ela. Meses antes, o cantor foi acusado de assédio e agressão sexual por outras três mulheres, devido a supostos crimes ocorridos entre 2015 e 2016. O desfecho dos casos mencionados não foi divulgado.

Veja também:
Veja quais as lives com shows de música marcadas para os próximos dias

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar