Fotos: reprodução / Facebook

Paris Jackson agradece ao pai Michael Jackson por fazê-la usar máscara desde cedo

A atriz e modelo Paris Jackson disse, durante o reality show ‘Unfiltered: Paris Jackson & Gabriel Glenn’, que sente gratidão por seu falecido pai, Michael Jackson, ter feito com que ela e seus irmãos usassem máscaras na infância. Agora, com a pandemia do novo coronavírus, a utilização da proteção facial é recomendada para reduzir o contágio pela doença.

Paris e seus irmãos, Prince e Blanket, sempre faziam aparições públicas de máscaras ou com outras formas para tampar seus rostos. Na época, a ideia era proteger a identidade e a privacidade dos garotos sempre que eles tinham que estar ao lado do pai – e, consequentemente, de vários paparazzi.

Veja também:
Bruno Mars é filho do Michael Jackson? Conheça a bizarra teoria

“Quando meu pai era mais novo, ele ia para o estúdio trabalhar (com o Jackson 5), enquanto olhava para fora, via para o playground cheio de crianças e se chateava por não poder fazer aquilo. Ele não queria essa vida para a gente, por isso, usávamos máscaras”, afirmou.

A decisão de Michael era admirada por Paris desde a infância. “Dessa forma, a gente conseguia ir a alguma lanchonete ou ao circo como pessoas normais”, declarou.

Veja também:
A morte de Michael Jackson, causada por combinação letal de medicamentos

Em outro momento, ela conta que, com o passar dos anos, passou a sofrer com a falta de privacidade por ter um pai tão famoso. Afinal, as máscaras não podiam manter seu rosto anônimo para sempre – só funcionava, mesmo, na infância.

“Por muito tempo, fui contra deixar o mundo entrar na minha vida, pois eu tinha medo demais. Tive que aceitar o fato de que eu não tenho e talvez nunca terei uma vida privada”, completou, durante o programa de TV.

Veja também:
Filha de Michael Jackson é criticada por fazer 'Jesus lésbica' em filme

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.