Foto: Reprodução

Sérgio Reis é questionado sobre uso de dinheiro público para prótese peniana

Mais um capítulo na polêmica envolvendo o cantor sertanejo e ex-deputado federal Sérgio Reis. Dessa vez, a história encontrou com uma outra “novela”: a das próteses penianas. Você também reparou que esse assunto está bem popular nos últimos meses? rsrsrs

Mas vamos por partes! As falas de Sérgio Reis “convocando” uma greve de caminhoneiros e ameaçando os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Senado ainda estão repercutindo por aí. Primeiro virou motivo de chacota, mas agora a coisa está ficando um pouco mais séria.

Entre vários comentários pela internet, um deputado questionou Sérgio Reis sobre uma suposta história de uma substituição de uma prótese peniana feita com R$ 55 mil em dinheiro público (!!!!!!).

Veja também:
Zé Neto ironiza colega sertanejo ao descobrir sobre cirurgia de aumento peniano

Paulo Pimenta, deputado federal pelo Rio Grande do Sul comentou sobre a história que teria chegado até ele nos bastidores da Câmara e questionou se é mesmo verdade. Tudo isso foi feito pelo Twitter e, pelo menos até o momento, não foi apresentada nenhum tipo de prova concreta.

“Dep. Sérgio Reis: tenho uma informação e preciso da sua ajuda para apurar a veracidade ou se é fake. Um deputado pediu ressarcimento para Câmara de despesa [de] 55 mil reais para substituição de ‘prótese peniana’. Parece que ele recebeu! Dinheiro público. Toca o berrante e vamos descobrir, escreveu.

Veja:

Veja também:
Sertanejo Tiago é chamado de 'ridículo' por Fafá de Belém e rebate: 'estúpida'

No fim de semana, Paulo Pimenta já havia criticado Sérgio Reis publicamente ao afirmar, em outras palavras, que ele engana as pessoas para tirar vantagem.

“Um grande 171. Melhor seria ser lembrado como cantor do menino da porteira. Você sabia que este patético golpista era deputado?”, questionou Paulo Pimenta.

Sérgio Reis será investigado pela polícia

Ao tentar organizar um movimento para que as intenções do Presidente da República se concretizem – mesmo que à força – Sérgio Reis não imaginava que estaria trazendo tantos problemas para si. Além de todas as críticas sobre ele, a história também virou caso de polícia! 

No início da semana, a Polícia Civil do Distrito Federal abriu inquérito para investigar o sertanejo por demonstrar intenção em cometer três crimes: ameaça, dano e atentado contra a segurança de meio de transporte.

Sérgio Reis, que foi deputado federal entre 2015 e 2019, incitou caminhoneiros a bloquearem as estradas do Brasil e ainda fez ameaças ao STF e ao Senado. Agora será investigado por tudo isso.

Veja também:
Cantor Guarabyra 'se desconvida' de parceria no próximo disco de Sérgio Reis

Nos vídeos divulgados dias atrás, Sérgio Reis diz: “Vão receber um documento com 72 horas para aprovar o voto impresso e para tirar todos os ministros do STF. Não é um pedido, é uma ordem. É assim que vou falar com o presidente do Senado”. 

“Se não fizer nada, nas próximas 72 horas, ninguém anda no país, não vai ter caminhão nem pra trazer feijão pra vocês aqui dentro. Ninguém. Vai parar porto, vai parar tudoComo se não bastasse, ele afirmou: “E se em 30 dias eles não tirarem aqueles caras (ministros do STF), nós vamos invadir, quebrar tudo e tirar os caras na marra“. 

Depois da repercussão extremamente negativa, a esposa de Sérgio Reis afirmou em entrevista que ele está muito triste e depressivo por conta da polêmica. E a cada dia que passa, mais questões aparecem no desenrolar dessa história.

Veja também:
Pagou micão! Sérgio Reis convoca greve de caminhoneiros, mas não é levado a sério
Compartilhar