Fotos: reprodução / Facebook

Por que Britney Spears raspou o cabelo e ficou careca em 2007?

Na metade da década de 2000, Britney Spears passou a ser notícia não apenas por suas músicas de abordagem pop que emplacavam nas paradas mundiais, como, também, pelas situações envolvendo sua vida pessoal. E uma das ocasiões mais notáveis se deu no dia 16 de fevereiro de 2007, quando a cantora decidiu raspar a cabeça e ficar careca.

Antes de citar o incidente que levou Britney a abrir mão de suas madeixas, é importante contar, ainda que brevemente, a tumultuada história da cantora antes do evento em questão. A artista, nascida em 1981, estava no auge de sua carreira na primeira metade da década de 2000. Conquistou marcas impressionantes de vendas e popularidade graças a músicas como ‘…Baby One More Time’, ‘Sometimes’, ‘Oops!… I Did It Again’, ‘Lucky’, ‘Toxic’ e ‘Everytime’, só para citar algumas.

O sucesso não veio da noite para o dia. Britney Spears estava envolvida com a carreira artística desde a infância, o que, certamente, impactou no desenvolvimento de sua personalidade adulta. Ela nunca foi uma criança “normal”, já que, além da escola, tinha obrigações profissionais. E essa criação, que também envolvia uma espécie de “superproteção” por parte de seus pais e até de executivos da indústria musical, cobrou um alto preço conforme a cantora se tornava adulta.

Veja também:
Rebeldes: a versão brasileira da banda, com Chay Suede, Sophia Abrahão e mais

Casamento, divórcio e perda

Foto: divulgação

Em 2004, ela teve um casamento relâmpago com o amigo de infância Jason Allen Alexander – a união, sacramentada em Las Vegas após uma noite de farra, foi anulada 55 horas depois. Naquele mesmo ano, porém, ela se envolveu de forma séria com o dançarino Kevin Federline, com quem também se casou rapidamente.

Juntos, Britney e Kevin tiveram dois filhos: Sean (em 2005) e Jayden (2006). Porém, o casal se divorciou em 2006, e foi aí que a vida da ‘Princesa do Pop’ entrou em turbulência.

Veja também:
Entenda a briga judicial entre Belo e Denílson, que envolve o Soweto

Depois da separação, a cantora estava em busca de uma vida relativamente normal, com certa privacidade. Queria ir a festas, conhecer gente nova e fazer tudo aquilo que alguém gostaria de fazer após romper um relacionamento. Claro que nada disso era possível: a superestrela era sempre seguida por diversos paparazzi, que poderiam lucrar uma fortuna caso conseguissem boas fotos da artista.

Além do divórcio, Britney sofreu um grande trauma: no início de 2007, a tia dela, Sandra Bridges Covington, morreu de câncer no ovário. A cantora era muito próxima de Sandra e sentiu o “baque”. Os problemas com álcool e drogas se intensificaram e ela foi até internada em uma clínica de reabilitação, na ilha Antígua – da qual ela saiu menos de um dia depois.

Britney Spears raspa cabelos e fica careca

Foto: reprodução / Facebook

Vivendo em intensa turbulência pessoal e frequentemente perseguida por fotógrafos obcecados por sua vida pessoal, Britney Spears tomou uma atitude que ela mesma se arrepende: em 16 de fevereiro de 2007, chegou a uma cabeleireira vestindo um capuz e pediu para raspar toda a cabeça, abrindo mão de suas longas madeixas.

O estopim para tomar essa decisão, de acordo com o documentário ‘Britney Spears: Breaking Point’ (Channel 5), ocorreu naquele mesmo dia, horas antes. Após deixar a clínica de reabilitação, a cantora queria ver seus filhos, que estavam com Kevin Federline. O ex-marido simplesmente não a autorizou, já que ela pensava que a artista não estava mentalmente apta.

Veja também:
A morte de Michael Jackson, causada por combinação letal de medicamentos

Irritada e descontrolada, Britney Spears simplesmente decidiu ir ao salão da cabeleireira Esther Tognozz, em Tarzana, Los Angeles, nos Estados Unidos. A profissional conta, no documentário, que tentou convencer a cantora a não fazer isso. Assim que virou as costas, Esther foi surpreendida pela própria Britney, que pegou uma de suas máquinas de barbear e removeu seus cabelos por conta própria.

Durante todo o incidente, Britney estava com dois seguranças, que, supostamente, deveriam monitorar os mais de 70 paparazzi que estavam do lado de fora do salão. Relatos dão conta de que esses guarda-costas nem estavam ligando e, em alguns casos, até facilitavam o trabalho dos fotógrafos.

Após raspar a cabeça, a ‘Princesa do Pop’ seguiu direto para um estúdio de tatuagens que ficava por ali. Ela pediu para Emily Wynne-Hughes desenhar os lábios de uma mulher, junto de uma cruz. Entrevistada pela produção do documentário, a tatuadora revelou um pouco de sua reação.

“Percebi que ela estava careca. Lembro de perguntar: por que você raspou a cabeça?’. Ela respondeu: sabe, eu só não quero que ninguém, ninguém, encoste na minha cabeça. Não quero ninguém encostando nele! Estou cansada de pessoas encostando no meu cabelo”, afirmou.

Respostas

Foto: reprodução / Facebook

Evidentemente, a resposta de Britney não faz muito sentido, mas pode ser interpretada como uma metáfora para o controle que sempre sofreu em sua vida. É importante lembrar que, além de seus trabalhos como cantora desde a infância, Britney ficou mundialmente famosa aos 16 anos.

Desde que estourou em todo o planeta, a cantora praticamente não teve mais autonomia em sua vida. Os pais, que já eram conhecidos como “superprotetores”, ganharam um reforço de vários empresários que estavam interessados no dinheiro que Britney poderia render.

Veja também:
Lyandra, a filha de Leandro que se formou em medicina devido ao câncer do pai

A cabeça raspada significava, para a ‘Princesa do Pop’, uma resposta bem clara: ela queria estar de volta ao controle de sua própria vida e imagem. Na mesma época, ela chegou a atacar o carro de um paparazzi em um posto de gasolina, o que só reforçou a visão de que a artista havia se rebelado contra tudo e todos.

Veja também:
Luan Santana é evangélico? Bolsonarista? 5 curiosidades sobre o cantor

Fotos: reprodução / Facebook

Mesmo com uma justificativa por trás de tudo isso, Britney, é claro, se arrependeu do que fez. Em 2008, durante uma entrevista à MTV, ela disse: “Olho para o passado e fico pensando: ‘sou uma pessoa inteligente… o que diabos eu estava pensando quando fiz isso?’”.

Cabelos crescem, problemas continuam

Foto: divulgação

A vida pessoal da artista definhou ainda mais nos meses seguintes. Apesar de ter concordado em se submeter a um programa de reabilitação, que durou algumas semanas, ela perdeu, em outubro de 2007, a guarda física de seus filhos – que, agora, estariam com Kevin Federline. As razões para a decisão não foram reveladas pela justiça na época, mas a cantora só foi autorizada a fazer visitas monitoradas aos dois garotos.

Naquele mesmo mês, veja, só, Britney Spears lançou um novo disco, intitulado ‘Blackout’. O álbum fez bastante sucesso e a artista emplacou hits como ‘Gimme More’, ‘Piece of Me’ e ‘Break the Ice’ durante o momento mais turbulento de sua vida. A gravadora não dava descanso para ela.

Já em 2008, em outra rodada de negociações conciliatórias, Britney se recusou a renunciar a guarda de seus filhos e continuou processando Kevin Federline. Na mesma época, ela foi hospitalizada após a polícia encontrá-la visivelmente alterada por uma substância que não foi identificada. A cantora perdeu direito até mesmo de visitar seus filhos e também perdeu a guarda legal dos dois. Acabou internada, de forma involuntária, em uma clínica psiquiátrica.

Veja também:
A morte de Tim Maia, que passou mal ao subir no palco para show na TV

Pouco tempo depois, ainda em 2008, a justiça americana determinou que o pai de Britney, Jamie Spears, e o advogado, Andrew Wallet, assumiriam a tutela da cantora – primeiro, de forma temporária; depois, permanentemente. Dessa forma, os dois controlariam todos os ativos da cantora, que tenta até hoje, sem sucesso, desvincular-se dessa decisão. Jamie abdicou do posto em 2019, devido a problemas de saúde, mas a ‘Princesa do Pop’ ainda não é exatamente autônoma.

Novamente, em meio a toda essa turbulência, Britney lançou mais um disco: ‘Circus’, em novembro de 2008. Hits como ‘Womanizer’ e a faixa-título emplacaram nas paradas, mas voltaram a mostrar que a artista não teria paz.

Demorou muito até que Britney Spears se reerguesse em termos pessoais – profissionalmente, nunca houve grande problema, já que a cantora nunca deixou de fazer sucesso. Desde 2016, ela tem um relacionamento com o modelo Sam Asghari e, ao que tudo indica, voltou a ter uma relação presente com os filhos.

Veja também:
Bruno Mars é filho do Michael Jackson? Conheça a bizarra teoria

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar