Foto: Divulgação

Bruno e Marrone desmentem boatos de que irão se separar: ‘somos como um casal’

A dupla Bruno e Marrone esteve entre os assuntos mais comentados da internet, nos últimos dias, após a divulgação de um rumor que a dupla havia chegado ao fim. O boato ganhou força após polêmicas recentes, incluindo uma situação em que Bruno se desentendeu com Marrone durante uma live com Leonardo e Jorge e Mateus, no último mês de setembro.

O site do jornal ‘Extra’ apurou, com pessoas próximas a Bruno e Marrone, que o clima entre os dois cantores é ruim e que eles estariam se vendo apenas no palco. Porém, o site ‘Movimento Country’ publicou a mesma informação apurada pelo veículo anterior com um título que induzia ao erro: “Bruno e Marrone se separam após 30 anos juntos fãs lamentam”.

Veja também:
Bruno e Marrone só se veem no palco e clima após polêmicas é ruim, segundo jornal

A postagem do ‘Movimento Country’ viralizou nas redes sociais e chegou até Bruno e Marrone, que precisaram se manifestar publicamente para negar a suposta separação. Em uma publicação no Instagram, a dupla divulgou uma captura de tela (print screen) da tela do site e acrescentou um carimbo de “fake news”.

A legenda completa: “Acreditem sempre na verdade e não se deixem levar por mentiras. Seguimos juntos e fortalecidos porque, só nós, sabemos o que sentimos um pelo outro”.

Por meio de nota enviada ao site ‘G1’, Bruno e Marrone comentaram, separadamente, o rumor. “Somos como um casal que mora em casa separada e com vida pública. Nossos problemas acabam tomando grandes proporções, mas sempre soubemos como nos resolver”, disse Marrone. “É impressionante a força de uma mentira”, complementou Bruno.

Veja também:
Veja quais as lives com shows de música marcadas para os próximos dias

A assessoria de Bruno e Marrone destacou que os cantores têm planos para os próximos meses. “A dupla se prepara para gravar um EP no próximo dia 07 de outubro em São Paulo e seguem juntos numa carreira construída desde 1986, ou seja, há 34 anos”, disse.

Após a repercussão negativa, o site ‘Movimento Country’ alterou o título da matéria. Agora, a manchete diz que “Após 30 anos juntos, Bruno e Marrone tem briga em live e começam a fazer apresentações separados”, mencionando um show solo realizado por Bruno recentemente – algo que ele fazia antes mesmo da discussão na live, como em junho, quando se apresentou em uma festa em Caldas Novas que foi encerrada pela polícia por gerar aglomeração.

Polêmicas de Bruno e Marrone – ou só Bruno – na pandemia

Fotos: reprodução / YouTube

No início de abril, poucas semanas após ser anunciada a pandemia do novo coronavírus, Bruno e Marrone fizeram uma live que repercutiu bastante. O show foi realizado em Uberlândia (MG), na casa de Bruno, que estava visivelmente alcoolizado e “se soltou”. Internautas destacaram que Marrone parecia bravo com o colega.

Em junho, Bruno e Marrone se “desencontraram” em uma entrevista ao programa ‘Conversa com Bial’, da TV Globo. Na ocasião, o entrevistador, Pedro Bial, disse que o colunista Lauro Jardim publicou, no jornal ‘O Globo’, que o presidente Jair Bolsonaro queria visitar a dupla em sua segunda live, mas que eles não aceitaram, para não misturar música com política.

Após uma discreta troca de olhares, Bruno disse: “não estou sabendo”. Marrone, por sua vez, declarou: “ah, eu fiquei sabendo”. Bruno, então, rebateu o colega: “Não, se você ficou sabendo, não é verdade”. Marrone reforçou que foi informado: “É, fiquei sabendo que o pessoal passou as informações aqui para a gente… para mim”. Bruno precisou colocar um ponto final no assunto: “Não chegou a ter isso. Se houve algum murmurinho, não chegou até a gente”.

No fim do mesmo mês, Bruno fez um show solo, sem Marrone, em uma festa realizada em Caldas Novas, em Goiás. O evento teve de ser encerrado pela polícia por gerar aglomeração. O cantor disse que foi contratado para um evento familiar, mas admitiu: “Mesmo sem querer errar, a gente erra. Espero aprender cada dia mais com isso”.

Veja também:
Veja quais as lives com shows de música marcadas para os próximos dias

Já em julho, Bruno causou polêmica ao fazer piadas com a gravidez da apresentadora Flávia Viana em uma live. O cantor disse que “chegou atrasado” após descobrir que Flávia estava grávida, perguntou ela conhece o pai da criança e sugeriu comparar o tamanho das barrigas dos dois, ficando de frente um para o outro – algo que a influenciadora não quis e ouviu, como insistência, que “os órgãos sexuais não se encostam porque a barriga não deixa”.

A própria Flávia Viana se manifestou nas redes para declarar que se sentiu “desconfortável e constrangida” com a situação. “Sim, conheço o pai do meu filho, não, não precisei fazer 15 DNAs para saber quem é o pai, sim, tenho uma filha incrível — de pai diferente — e se querem abordar esse assunto, que seja sem piada, porque não é piada”, declarou. O cantor pediu desculpas, tanto no fim da live quanto em vídeo publicado posteriormente.

Neste mês de setembro, duas situações passadas repercutiram nas redes. A Polícia Federal divulgou, no dia 11, vídeos de uma quadrilha que promovia tráfico de drogas na fronteira entre o Brasil e o Paraguai. Uma das filmagens mostrou o poder aquisitivo dos criminosos ao revelar que Bruno e Marrone fizeram um show contratado por eles em um evento privado, em 2017.

Em data próxima, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) informou que advertiu a dupla por fazer, durante uma live no Dia dos Namorados, propaganda de uma marca de chá que, segundo eles, “emagrece” e “não deixa pegar o coronavírus” pois a “imunidade aumenta” – algo que não possui comprovação científica.

Por fim, houve, ainda, a live do último dia 13 de setembro, celebrando o Dia da Cachaça, com o desentendimento entre Bruno e Marrone descrito no início desta matéria. Bruno acabou pedindo desculpas publicamente por seu comportamento, não só durante a transmissão ao vivo, como, também, em outro vídeo divulgado dias após.

Veja também:
Bruno se desentende com Marrone em live, é criticado e se explica

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar